terça-feira, 8 de outubro de 2013

Fim de Semana Europeu de Observação de Aves na Serra da Estrela


Nos dias 5 e 6 de Outubro de 2013 decorreram saídas de campo na Serra da Estrela integradas no Fim de Semana Europeu de Observação de Aves.


Este evento foi coordenado a nível Europeu pela Birdlife e em Portugal pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) e a Associação ALDEIA / CERVAS foram os responsáveis pela dinamização dos dois dias de actividades na Serra da Estrela.


No Sábado durante a manhã foram visitados diversos locais no concelho de Seia, nomeadamente a Baixa do Rio Seia e o aeródromo de Pinhanços, onde foi possível observar diversas espécies típicas de zonas agrícolas e florestais das zonas baixas da Serra da Estrela, sendo de destacar a presença de espécies estivais como a codorniz (Coturnix coturnix) e a ógea (Falco subbuteo) e espécies em passagem migratória como é o caso do cartaxo-nortenho (Saxicola rubetra) ou do papa-moscas-preto (Ficedula hypoleuca).


Durante a tarde foram percorridas a pé e de carro zonas de montanha nos concelhos de Gouveia, Manteigas e Covilhã, nomeadamente o Vale do Rossim, Penhas Douradas, Vale do Zêzere e Alto da Pedrice. 


No primeiro desses locais, após o almoço e acção de devolução à Natureza de uma águia-cobreira promovida pelo CERVAS, foi possível registar a ocorrência de uma espécie invernante, o tentilhão-montez (Fringilla montifringilla) que se alimentava de bagas de tramazeiras, na companhia de dezenas de tentilhões-comuns (Fringilla coelebs).


Ao final da tarde, para além das aves existentes, foi possível complementar a saída com temáticas relacionadas com a paisagem característica da Serra da Estrela e ainda outros grupos de fauna, como é o caso dos insectos, elementos de grande importância para perceber comportamentos e estratégias mnigratórias das diversas espécies de aves que ocorrem na área protegida.


No Domingo durante a manhã foram visitados alguns locais próximos do rio Mondego no concelho de Gouveia, nomeadamente Arcozelo, Ribamondego, Ponte Nova e Vila Franca da Serra, e foi possível fazer interessantes observações de espécies em passagem migratória como a alvéola-amarela (Motacilla flava) a alimentar-se em campos agrícolas, uma espécie pouco comum na região, espécies estivais como a águia-cobreira (Circaetus gallicus) e até algumas consideradas invernantes na zona, como é o caso da garça-real (Ardea cinerea).


De tarde foram percorridos locais do concelho de Celorico da Beira, como Vale da Ribeira e Linhares da Beira, onde se puderam observar mais algumas espécies em migração, como foi o caso do papa-moscas-cinzento (Muscicapa striata).


Esta actividade contou com a participação de 17 pessoas no 1º dia e 20 no 2º e foi possível registar 66 espécies de aves.


Sem comentários: