Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2015

Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Vilela, Oliveira do Hospital


No dia 29 de Outubro de 2015 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Vilela, Nogueira do Cravo, concelho de Oliveira do Hospital.


Esta ave tinha sido encontrada no interior de uma casa, quando ainda era jovem e encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR da Lousã e ICNF.


No momento do ingresso no centro verificou-se que a coruja não apresentava lesões mas a plumagem de voo ainda estava em desenvolvimento e a condição física era fraca.


O processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo e caça e socialização com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades.



A devolução à Natureza decorreu junto a campos agricolas, a curta distância da casa onde a coruja tinha sido encontrada.


Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato em Arzila, Coimbra


No dia 29 de Outubro de 2015 foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) em Arzila, Coimbra.


Esta ave tinha sido encontrada por particulares dentro de um tanque, molhada, com as penas sujas e bastante magra e debilitada tendo sido encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR e ICNF.


O processo de recuperação consistiu em limpeza da plumagem, alimentação e treino de voo, caça e socialização com outras corujas-do-mato de diferentes idades.


A devolução à Natureza decorreu junto à Reserva Natural do Paul da Arzila, perto do local onde tinha sido encontrada.


Devolução à Natureza de uma coruja-das-torres na Escola Superior Agrária de Coimbra


No dia 29 de Outubro de 2015 o CERVAS desenvolveu várias actividades de divulgação e Educação Ambiental na Escola Superior Agrária de Coimbra.




A primeira acção consistiu numa palestra sobre recuperação de animais selvagens em Portugal, direccionada para estudantes do Mestrado em Ecoturismo, mas aberta à participação de outras pessoas interessadas.


De seguida, no exterior, com um público estudantil ainda mais alargado, foram apresentadas as características das aves de rapina nocturnas existentes em Portugal, como introdução à devolução à Natureza de uma coruja-das-torres (Tyto alba).


Esta coruja tinha sido encontrada na berma de uma autoestrada, após ter sido atropelada, e encaminhada pela pessoa que a recolheu para o polo de recepção da Mata Nacional do Choupal / ICNF através do SEPNA/GNR.


De seguida a ave foi encaminhada para o CERVAS onde se verificou que apresentava sintomatologia neurológica associada ao trauma violento que tinha sofrido, estava prostrada e com movimentos descoordenados.


O processo de recuperação consistiu em estabilização, alimentação e repouso, e posteriorente treino de voo, caça e socialização com outras corujas-das-torres de diferentes idades.


A devolução à Natureza decorreu ao final da tarde numa zona agrícola próxima de áreas florestais, no interior da Escola Superior Agrária de Coimbra.

Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Paços da Serra


No dia 25 de Outubro de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Paços da Serra, Gouveia.


Esta acção fez parte do programa de actividades de uma acção no âmbito do projecto Uma Aventura no Mundo da Cidadania, promovido pelo Grupo Aprender em Festa (GAF).


Durante essa actividade, em conjunto com o grupo de pais e mães de Paços da Serra, as crianças da aldeia pintaram um mural comunitário na zona envolvente ao parque infantil, em parceria com a Junta de Freguesia local.


O mocho-galego tinha ingressado no CERVAS após colisão com uma estrutura e o processo de recuperação consistiu em estabilização, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.



A devolução à Natureza decorreu junto da ribeira que tinha sido limpa pelas crianças em Abril de 2015.





Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Reigoso, Oliveira de Frades


No dia 22 de Outubro de 2015 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Reigoso, Oliveira de Frades.


Esta ave tinha sido encontrada quando ainda era muito jovem, com as penas ainda em crescimento e encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Viseu.


No momento do ingresso verificou-se que a coruja estava muito magra mas não apresentava lesões tendo sido necessário alimentá-la, aguardar o correcto crescimento das penas e proporcionar o treino de voo e caça em contacto com outras aves da mesma espécie.


A devolução à Natureza decorreu num local próximo de onde a coruja tinha sido recolhida, perto de zonas agrícolas e florestais.

Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Oliveira de Frades


No dia 22 de Outubro de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Oliveira de Frades.


Esta acção teve lugar no Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades, local onde o mocho tinha sido encontrado dentro de um dos edifícios durante o Verão.


A ave tinha sido recolhida por funcionárias da escola que a conseguiram capturar na altura em que se estava a lançar contra vidros do edifício, na tentativa de sair.


De imediato, o mocho foi encaminhado para o SEPNA/GNR de Viseu que o transportou para o CERVAS onde se verificou que a ave não apresentava lesões graves mas estava com baixo peso, devido a ter estado sem se alimentar durante algum tempo.


O processo de recuperação consistiu em estabilização, alimentação, treino de voo e caça, e socialização com outros mochos-galegos de diferentes idades.


A devolução à Natureza foi efectuada a partir do interior da escola, numa área próxima de campos agrícolas e zonas florestais, a poucos metros do edifício para onde o mocho tinha entrado.

Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Tortosendo, Covilhã.


No dia 20 de Outubro de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Tortosendo, Covilhã.


Esta acção foi integrada na participação do CERVAS na Feira das Trocas da Covilhã, evento no qual o centro teve oportunidade para divulgar o seu trabalho e a fauna selvagem da região.


O mocho-galego tinha sido encontrado na berma de uma estrada após ter sido atropelado.


No momento do ingresso no CERVAS verificou-se que o animal apresentava descoordenação motora e lesões oculares.


O processo de recuperação consistiu em estabilização, tratamento das lesões e posteriormente treino de voo e caça em contacto com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades.


A devolução à Natureza decorreu na periferia da vila, junto a zonas agrícolas, com predominância de olival, um habitat adequado para o mocho-galego.



O CERVAS participou na Feira de Trocas da Covilhã


No dia 20 de Outubro de 2015 o CERVAS participou na Feira de Trocas da Covilhã, que teve lugar no Teatro Municipal.



Tal como o evento anterior em que o CERVAS participou, em Junho, este foi organizado pela Coolabora, Teatro das Beiras, Universidade da Beira Interior e Câmara Municipal da Covilhã, com a colaboração de várias outras entidades da região.



O CERVAS dinamizou um espaço para divulgação do trabalho do centro e da fauna selvagem da região e também realizou uma oficina sobre animais selvagens.


Esta parte foi dirigida a crianças e acompanhantes e foi dinamizada em simultâneo com um Teatro História do Mocho da Covilhã, do Teatro das Beiras, sendo o mocho-galego (Athene noctua) o personagem principal.


No seguimento desta acção, alguns dos participantes acompanharam a devolução à Natureza de um mocho-galego em Tortosendo, Covilhã.


Devolução à Natureza de 2 grifos na Reserva Natural da Serra da Malcata


No dia 20 de Outubro de 2015 foram devolvidos à Natureza dois grifos (Gyps fulvus) na Reserva Natural da Serra da Malcata.




Ambas as aves eram juvenis que foram recolhidos pelo SEPNA/GNR da Guarda e de Vilar Formoso e que estam debilitados no momento do ingresso no CERVAS. O processo de recuperação consistiu em alimentação, socialização com outros abutres, treino de voo e musculação.