Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2016

Devolução à Natureza de 1 corvo em Gouveia


No dia 26 de Outubro de 2016 foi devolvido à Natureza um corvo (Corvus corax) em Gouveia.



Esta ave tinha sido apreendida pelo SEPNA/GNR da Guarda a um particular que a detinha ilegalmente em cativeiro e o processo de recuperação consistiu em alimentação, socialização e treino de voo em conjunto com outra ave da mesma espécie, enquando se aguardava pela muda natural completa da plumagem de voo que estava danificada no momento do ingresso no centro.



A devolução à Natureza decorreu num local onde a espécie ocorre, junto a áreas florestais e agrícolas.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego com a Associação dos Amigos de Perrães (AMPER) em Oliveira do Bairro


No dia 25 de Outubro de 2016 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) nas instalações da Associação dos Amigos de Perrães (AMPER) em Oliveira do Bairro.


A primeira parte da acção consistiu numa palestra sobre aves de rapina nocturnas dirigida ao público infantil da instituição, durante a qual foram apresentadas as espécies existentes em Portugal, as suas características e algumas das ameaças.



De seguida, já com a presença de outros utentes e funcionários da AMPER o mocho-galego foi devolvido à Natureza junto a uma zona agrícola próxima da Pateira de Fermentelos.



Esta ave tinha sido atropelada e encaminhada para o CERVAS pelo SEPNA/GNR de Anadia e ICNF, tendo sido diagnosticados problemas neurológicos relacionados com o trauma, que foram tratados e posteriormente realizou-se treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.



O CERVAS agradece à AMPER pelo interesse pela oportunidade de divulgação do trabalho do centro e está disponível para futuras acções em parceria.


Devolução à Natureza de 1 cegonha-branca em Coimbra


No dia 25 de Outubro de 2016 foi devolvida à Natureza uma cegonha-branca (Ciconia ciconia) em Coimbra.



Esta ave tinha sido encaminhada para o CERVAS pelo ICNF/polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal e apresentava um extenso edema e hematomas numa das asas devido a colisão com uma estrutura.


O processo de recuperação consistiu em imobilização do membro afectado, tratamento das lesões e posteriormente treino de voo numa instalação de grandes dimensões.


A devolução à Natureza decorreu numa zona agrícola onde a espécie está presente durante todo o ano.

Devolução à Natureza de 1 mocho-galego no 3º aniversário da Charcos & Companhia


No dia 21 de Outubro de 2016 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Ponte de Vagos.



Esta acção fez parte das comemorações do 3º aniversário da organização não-governamental Charcos & Companhia.



Esta ave tinha sido recolhida junto à berma de uma estrada e o processo de recuperação consistiu em tratamento dos problemas neurológicos, alimentação, treino de voo, caça e socialização com outros mochos-galegos de diferentes idades.



Após a devolução à Natureza, que decorreu ao início da noite junto a campos agrícolas próximos da sede da Charcos & Companhia, foi ainda realizada uma breve palestra sobre aves de rapina nocturnas, com particular destaque para o mocho-galego.



O CERVAS agradece o convite e o apoio da Charcos & Companhia, felicitando a associação pelo aniversário e pela intensa actividade que tem desenvolvido em prol da biodiversidade da região de Aveiro.

Devolução à Natureza de 1 ouriço-cacheiro em Vales, Seia.


No dia 20 de Outubro de 2016 foi devolvido à Natureza um ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus) em Vales, Seia.


Este animal tinha sido encontrado na berma de uma estrada e encaminhado de imediato para o CERVAS pelas pessoas que o recolheram.


No momento do ingresso no centro verificou-se que o ouriço tinha sofrido um trauma violento, provavelmente causado por atropelamento, e estava completamente prostrado e inconsciente.


O processo de recuperação consistiu em tratamento específico e de suporte, alimentação e posteriormente realizaram-se testes para avaliação das capacidades motoras.


A devolução à Natureza decorreu numa zona florestal próxima do local onde o ouriço tinha sido encontrado.


Devolução à Natureza de 1 garça-real em Ranhados, Mêda.


No dia 20 de Outubro de 2016 foi devolvida à Natureza uma garça-real (Ardea cinerea) na albufeira da barragem de Ranhados, concelho da Mêda.


Esta ave tinha sido encontrada no chão, no meio de um campo agrícola, molhada e sem capacidade de voo e entregue ao SEPNA/GNR de Pinhel pela pessoa que a recolheu.



No momento do ingresso verificou-se que a garça estava em boa condição física e sem lesões, pelo que o processo de recuperação consistiu apenas em alimentação e treino de voo.


A devolução à Natureza decorreu numa albufeira próxima dos campos agrícolas onde a garça tinha sido encontrada, junto a outras aves da mesma espécie.



Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres no Encontro Nacional do ICNF na Lousã


No dia 17 de Outubro de 2016 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) na Lousã, durante o Encontro Nacional do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).



Este evento reuniu cerca de 500 funcionários do ICNF de todo o país e a oportunidade que foi dada ao CERVAS para apresentar brevemente o seu trabalho teve também como objectivo valorizar o papel dos centros de recuperação de fauna silvestre em Portugal.



A coruja-das-torres tinha sido encontrada ferida após atropelamento e o processo de recuperação consistiu no tratamento de uma fractura numa das asas, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.



O CERVAS agradece ao ICNF pelo convite, oportunidade de divulgação do trabalho do centro e interesse manifestado em melhorar o funcionamento da rede nacional de centros de recuperação para a fauna no futuro.



Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Condeixa-a-Nova


No dia 17 de Outubro de 2016 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Condeixa-a-Nova, junto às Ruínas / Museu Monográfico de Conimbriga.


Esta ave tinha sido encontrada na berma de uma estrada muito movimentada e encaminhada para o CERVAS através do ICNF após ter sido recolhida por particulares e entregue no polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal em Coimbra.


No momento do ingresso no centro a coruja estava muito debilitada e prostrada, com sintomatologia neurológica relacionada com o trauma provocado pelo atropelamento.


O processo de recuperação consistiu em terapia de suporte, alimentação e posteriormente treino de voo, caça e socialização com outras corujas-das-torres de diferentes idades.


A devolução à Natureza decorreu junto a zonas agrícolas, com olival, num local não muito distante de onde a coruja-das-torres tinha sido recolhida.


Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato no Centro de Interpretação da Serra da Estrela em Seia




Esta iniciativa fez parte do programa do CINE ECO 2016, XXII Festival Internacional de Cinema Ambiental, organizado pelo Município de Seia, e consistiu no workshop "PNSE: olhar o passado, pensar o futuro" durante a manhã, na exposição "PNSE - 40 anos" e na conferência "Conservação e Desenvolvimento Local no Século XXI: Os Desafios do PNSE" durante a tarde.


No final do evento, ao final da tarde, o CERVAS apresentou o seu trabalho, realçou o papel do PNSE na criação do centro em 2004 e devolveu à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco).


Esta ave tinha sido atropelada e o processo de recuperação consistiu no tratamento de uma fractura num dos membros posteriores, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.



O CERVAS agradece ao Município de Seia / CISE e ao ICNF / PNSE pelo convite e oportunidade de divulgação do seu trabalho e do papel dos Centros de Recuperação de Fauna Selvagem na Conservação da Natureza em Portugal.