Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2017

O Rodrigo Leão devolveu à Natureza 1 águia-d´asa-redonda em Gouveia


No dia 27 de Janeiro de 2017 o músico e compositor Rodrigo Leão devolveu à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) em Gouveia.



A presença de Rodrigo Leão na cidade deve-se ao seu concerto no Teatro Cine de Gouveia em conjunto com a Orquestra Sinfónica de Gouveia, no âmbito das comemorações do Centenário do Nascimento de Vergílio Ferreira, promovidas pelo Município de Gouveia.



A águia-d´asa-redonda tinha sido encontrada ferida após atropelamento e o processo de recuperação consistiu em terapia de suporte, alimentação, treino de voo e socialização com outras aves de rapinas diurnas.



A devolução decorreu numa zona de montanha, junto a áreas agrícolas e florestais num habitat onde a espécie ocorre e foi acompanhada pelo jornalista da TSF Fernando Alves.



O CERVAS agradece ao Rodrigo Leão pela disponibilidade e apoio ao trabalho do CERVAS, ao Rui da Eufrázia, Joel Correia e Município de Gouveia pela colaboração na dinamização da acção e ao Fernando Alves pelo grande interesse, carinho e entusiasmo na divulgação do trabalho do centro.



Relatório de actividades CERVAS de 2016

Os futuros Técnicos de Recursos Florestais de Fornos de Algodres visitaram o CERVAS e a Casa da Torre


No dia 23 de Janeiro de 2017 o CERVAS recebeu a visita de um grupo de estudantes do curso profissional de Técnico de Recursos Florestais do Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres.




Esta visita teve como objectivo das a conhecer o trabalho do CERVAS, algumas das espécies protegidas da região e respectivos problemas de conservação.



Os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer as instalações do centro, os procedimentos necessários caso encontrem algum animal selvagem ferido e algumas acções simples que podem realizar enquanto cidadãos de forma a contribuir para a conservação da fauna selvagem, tendo sido dado um destaque especial às espécies de anfíbios da Serra da Estrela e a importância dos charcos.




De seguida, na Casa da Torre, foi aprofundada a temática das espécies selvagens autóctones que ocorrem na região, recorrendo ao material biológico disponível na exposição, tendo sido destacada a importância dos valores naturais do Parque Natural da Serra da Estrela.



Finalmente, junto ao rio Mondego, foi devolvida à Natureza uma garça-real (Ardea cinerea) que estava em recuperação no CERVAS.



O CERVAS agradece aos futuros Técnicos de Recursos Florestais de Fornos de Algodres e respectiva professora o interesse demonstrado durante a actividade e está disponível para futuras acções em parceria.

Campanha de apadrinhamentos - Dia dos Namorados


No dia dedicado ao Amor, ofereça à sua cara metade um presente especial - apadrinhe um animal!

O apadrinhamento de animais selvagens em recuperação no CERVAS consiste numa contribuição simbólica única, e com a qual estará a contribuir de forma decisiva para a gestão e manutenção deste centro.
A ajuda dos padrinhos é um grande contributo ao trabalho do CERVAS, torne-se num membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal, apadrinhe um animal!

Existem 3 formas de apadrinhamento:

Apadrinhamento S = 50€
·      Certificado de apadrinhamento
·      Boletim informativo + foto da espécie apadrinhada
·      Visita para toda a família ao espaço CERVAS e à Casa da torre
·      Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada

Apadrinhamento M = 60€
·      Certificado de apadrinhamento
·      Boletim informativo + foto da espécie apadrinhada
·      Visita para toda a família ao espaço CERVAS e à Casa da torre
·      Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada
·      2 brindes merchandising CERVAS

Apadrinhamento L = 80€
·      Certificado de apadrinhamento
·      Boletim informativo + foto da espécie apadrinhada
·      Visita para toda a família ao espaço CERVAS e à Casa da torre
·      Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada
·      2 brindes merchandising CERVAS
·      Oferta de uma saída de campo para toda a família (mínimo 2 horas) para observação de aves.


Espécies de animais mais comuns que recebemos para recuperação no CERVAS:

Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus)
Milhafre-preto (Milvus migrans)
Tartaranhão-ruivo-dos-pauis (Circus aeruginosus)
Águia-calçada (Aquila pennata)
Mocho-de-orelhas (Otus scops)
Mocho-galego (Athene noctua)
Coruja-das-torres (Tyto alba)
Coruja-do-mato (Strix aluco)
Gralha-preta (Corvus corone)
Açor (Accipiter gentilis)
Milhafre-real (Milvus milvus)



Formas de pagamento:

CHEQUE: Em nome de Associação ALDEIA enviado juntamente com a ficha de inscrição para a morada: Associação ALDEIA/CERVAS
Apartado 126
6290-909 Gouveia

TRANSFERÊNCIA*: NIB: 003503540003190733089 (Caixa Geral de Depósitos de Gouveia, em nome de Acção, Liberdade, Desenvolvimento, Educação, Investigação, Ambiente)
IBAN: PT 50003503540003190733089 CGDIPTPL (Caixa Geral de Depósitos de Gouveia, em nome de Acção, Liberdade, Desenvolvimento, Educação, Investigação, Ambiente) 

* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada, ou por correio electrónico para cervas.pnse@gmail.com


Para mais informações entre em contacto:

cervas.pnse@gmail.com
Tlm.  919457984

OBRIGADA!

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda na Escola Secundária de Gouveia


No dia 13 de Janeiro de 2017 foi devolvida à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) na Escola Secundária de Gouveia.


Esta acção decorreu na sequência das visitas ao CERVAS e à Casa da Torre de alunos do 7º ano no dia 16 de Novembro de 2016, durante as quais estes ficaram a conhecer melhor o trabalho do centro e as espécies de animais selvagens existentes na região.



A águia-d´asa-redonda esteve recuperação durante mais de um ano após ter ingressado com uma fractura numa das asas que foi provocada por um tiro.


O processo de recuperação consistiu em imobilização do membro afectado e posteriormente um longo período de fisioterapia, treino de voo e socialização com outras aves de rapina diurnas num túnel de voo de grandes dimensões.


A devolução à Natureza decorreu durante a manhã na presença da comunidade escolar, junto a áreas florestais e agrícolas na periferia da cidade, numa zona onde a espécie é observada regularmente.


O CERVAS agradece a simpatia e o interesse demonstrado por todos os elementos da Escola Secundária de Gouveia e em particular aos alunos e professoras do 8ºA e 8ºD que apadrinharam a águia, dando assim um importante contributo para o trabalho do centro. 


O CERVAS manifesta também a sua total disponibilidade para futuras acções em parceria que contribuam para um cada vez maior conhecimento da comunidade escolar de Gouveia em relação à biodiversidade da região.

Devolução à Natureza de 1 mocho-galego no Roteiro Nacional Cidadania em Portugal


No dia 10 de Janeiro de 2017 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Gouveia.



Esta acção foi integrada nas actividades do projecto Roteiro Nacional Cidadania em Portugal que passou por Gouveia, promovido pela ANIMARCLDS 3G de Gouveia - Int3Grar / GAF Gouveia - Cidadania e o ComParte com a colaboração de várias entidades locais.



O mocho-galego tinha sido atropelado e após um processo de recuperação no CERVAS regressou à Natureza numa zona de campos agrícolas e olival ao início da noite.



O CERVAS agradece o convite a todas as entidades envolvidas no Roteiro Nacional Cidadania em Portugal, felicitanto o projecto e deixando a disponibilidade para futuras acções em parceria.

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda com o Grupo Aprender em Festa (GAF)


No dia 7 de Janeiro de 2017 foi devolvida à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) no Curral do Negro, em Gouveia.



Esta actividade foi organizada em parceria com o Grupo Aprender em Festa (GAF), que tem sido um parceiro importante do CERVAS em muitas outras actividades, no âmbito do seu convívio/encontro anual de comemoração do Dia de Reis.



Esta águia tinha ingressado no CERVAS com uma lesão ocular e plumagem muito deteriorada, provavelmente após ter estado numa situação de cativeiro ilegal, e teve um período de recuperação longo que consistiu em tratamento das lesões, muda de penas, treino de voo e socialização com outras aves de rapina diurnas.


O CERVAS agradece ao GAF pelo convite, pelo apoio ao trabalho do centro e apadrinhamento de animais em recuperação e por todas as acções em parceria que têm sido desenvolvidas. Fica obviamente a disponibilidade para continuar a colaboração durante os próximos anos!


Devolução à Natureza de 1 milhafre-real que tinha sido electrocutado em Pala, Pinhel.


No dia 31 de Dezembro de 2016 foi devolvido à Natureza um milhafre-real (Milvus milvus) em Pala, Pinhel.



Esta ave tinha sido encontrada por particulares e encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Pinhel no início de Dezembro de 2016 e apresentava lesões compatíveis com electrocussão.



Graças ao rápido e eficaz encaminhamento do milhafre foi possível iniciar o tratamento das lesões de imediato, o que melhora sempre o prognóstico em casos de electrocussão. Após vários dias de tratamento a ave passou por uma fase de socialização com outro milhafre-real (irrecuperável) e finalmente realizou treino num túnel de voo com várias aves de rapina diurnas.


A devolução à Natureza foi realizada pelas pessoas que recolheram o milhafre-real, na periferia da aldeia, junto a campos agrícolas, num local onde a espécie é comum durante esta época do ano.