Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2014

Devolução à Natureza de um noitibó da Europa no Curral do Negro em Gouveia


No dia 28 de Agosto de 2014 foi devolvido à Natureza um noitibó da Europa (Caprimulgus europaeus) no Curral do Negro em Gouveia.


Este animal tinha sido encontrado debilitado e magro e foi encaminhado para o CERVAS pelo SEPNA/GNR de Santa Comba Dão.


O processo de recuperação consistiu em alimentação para ganho de peso e treino de voo, sempre com os cuidados na manipulação que são necessários nesta espécie para que a plumagem não se deteriore.


O processo de recuperação foi o mais rápido possível, para aumentar a probabilidade de que a ave consiga fazer a migração para África a tempo e devolução à Natureza foi realizada num local com as condições adequadas à espécie.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Soure


No dia 28 de Agosto de 2014 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Soure.


Esta ave tinha sido encontrada junto a uma estrada, provavelmente após atropelamento, e foi entregue na Mata Nacional do Choupal, em Coimbra, pelas pessoas que a recolheram.


Depois, o mocho foi encaminhado para o CERVAS onde se verificou que existiam lesões nos membros posteriores e sintomatologia neurológica, relacionadas com o trauma violento.


Depois do tratamento das lesões a ave passou por um período de fisioterapia e finalmente treino de voo e caça em contacto com outros mochos-galegos de diferentes idades.


Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato em Espinhal, Penela.


No dia 28 de Agosto de 2014 foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) em Espinhal, Penela.


Esta ave tinha sido encontrada no chão após ter saído do ninho e foi recolhida por pessoas que a encaminharam para a Mata Nacional do Choupal através do SEPNA/GNR de Coimbra.


A partir daí a coruja foi encaminhada para o CERVAS e verificou-se que não tinha lesões e apenas foi necessário aguardar pelo desenvolvimento da plumagem.


O processo de recuperação consistiu em alimentação, socialização com outras corujas-do-mato de diferentes idades e treino de voo e caça.


A devolução à Natureza foi realizada numa zona florestal próxima de um caminho de acesso à Cascata da Pedra da Ferida, com um grupo de pessoas que realizava uma caminhada no local.


Devolução à Natureza de um mocho-galego em Carragozela (Cavernães, Viseu).


No dia 27 de Agosto de 2014 às 18:30 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Carragozela, Cavernães, concelho de Viseu.


Esta ave tinha sido encontrada junto a uma estrada, incapaz de voar, provavelmente após ter sido atropelada.


As pessoas que a encontraram entregaram-na de imediato à GNR e o transporte para o CERVAS foi realizado pela equipa do SEPNA de Viseu.


O mocho-galego apresentava sintomatologia neurológica compatível com o trauma provocado pelo atropelamento e por isso teve que ser estabilizado e tratado. Posteriormente esteve permanentemente em contacto com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades, para socialização (por se tratar de um indivíduo jovem) e treino de voo e caça.


A devolução à Natureza foi realizada num local próximo de onde o mocho tinha sido encontrado, junto a campos agrícolas e zonas florestais.

Devolução à Natureza de 1 gavião em Senhorim, Nelas


No dia 27 de Agosto de 2014 às 16:30 foi devolvido à Natureza um gavião (Accipiter nisus) em Senhorim, Nelas.


Esta ave tinha sido recolhida quando caiu ao chão, provavelmente após queda do ninho, e ainda estava com a plumagem de voo em crescimento.


As pessoas que a encontraram encaminharam-na de imediato para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Mangualde.


No momento do ingresso no centro não foram detectadas lesões pelo que o processo de recuperação consistiu em alimentação, socialização com outros gaviões de diferentes idades e treino de voo e musculação.


A devolução à Natureza foi realizada junto a uma zona florestal, a poucos metros de onde o gavião tinha sido encontrado.



Devolução à Natureza de 1 cágado-mediterrânico em Arcozelo, Gouveia


No dia 26 de Agosto foi devolvido à Natureza um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa) no rio Mondego, em Arcozelo, Gouveia.


Este animal tinha sido encontrado junto a uma estrada, num local próximo de um incêndio, e foi recolhido por uma pessoa que o encaminhou para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Mangualde.


Como o animal não apresentava lesões apenas foi necessário alimentá-lo e deixá-lo em repouso durante alguns dias antes de se proceder à devolução à Natureza.


A libertação realizou-se no rio Mondego, num local que reune as condições necessárias para a espécie e onde esta é comum.



Infelizmente, o que também continua a ser abundante e comum no local é o lixo deixado por pescadores, turistas e outras pessoas que frequentam as margens do rio, num dos locais mais bonitos do concelho de Gouveia.



Nesta mesma zona, em Junho, já tinha sido feita uma acção de limpeza de lixo com a escola primária de Arcozelo mas a quantidade de material depositado posteriormente é grande.



O CERVAS deixa mais uma vez o alerta para a situação e a certeza de que novas acções serão necessárias para minimizar o problema.


Devolução à Natureza de 1 andorinhão-pálido em Gouveia


No dia 25 de Agosto de 2014 às 16h foi devolvido à Natureza um andorinhão-pálido (Apus pallidus) no Mirante do Paixotão, em Gouveia.


Esta ave tinha sido recolhida no chão, quando ainda era uma pequena cria, com a plumagem de voo ainda em crescimento.


Como a ave não apresentava lesões o processo de recuperação consistiu em alimentação com insectos e treino de voo na mão, na fase final.


A devolução à Natureza decorreu no local habitual, um ponto alto junto de uma colónia da mesma espécie.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Santa Catarina, Vagos.


No dia 22 de Agosto de 2014 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Santa Catarina, Vagos.


Esta ave tinha sido encontrada no chão, junto a uma habitação e entregue por quem a detectou no posto da GNR de Cantanhede, desde onde foi levada para a Mata Nacional do Choupal pela respectiva equipa do SEPNA.


Posteriormente, o mocho-galego seguiu para o CERVAS onde se verificou que o animal apenas apresentava lesões ligeiras na cabeça, derivadas do (curto) espaço de tempo em que foi colocado numa gaiola pequena.


O processo de recuperação consistiu em alimentação, socialização e treino de voo e caça em conjunto com outros mochos-galegos de diferentes idades.


A devolução à Natureza foi realizada numa zona agrícola próxima de áreas florestais, na periferia da aldeia, ao início da noite.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Bustos, Oliveira do Bairro


No dia 22 de Agosto de 2014 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Bustos, Oliveira do Bairro.


Esta ave tinha sido encontrada no chão, numa zona urbana, e foi recolhida por pessoas que a encaminharam para o polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal, através do SEPNA/GNR de Anadia.


Posteriormente o mocho foi levado para o CERVAS e como não foram detectadas lesões o processo de recuperação consistiu apenas em alimentação e treino de voo e caça em contacto com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades.


A devolução à Natureza foi realizada num local não muito distante de onde o mocho tinha sido encontrada, próximo de hortas e zonas florestais.


Devolução à Natureza de 1 águia-calçada na Mata Nacional do Buçaco


No dia 22 de Agosto de 2014 foi devolvida à Natureza uma águia-calçada (Aquila pennata) na Mata Nacional do Buçaco.



Esta acção foi organizada em parceria com a Fundação Mata do Buçaco e teve início junto à Loja da Mata, onde se reuniram várias dezenas de participantes, para uma breve sessão de apresentação do trabalho do CERVAS e das principais características da águia-calçada.



Esta ave tinha sido encontrada dentro da Mata do Buçaco, no chão, por pessoas que estavam a visitar o local e que a recolheram e encaminharam de imediato para o polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal, em Coimbra, através de técnicos do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.



A partir daí a águia seguiu para o CERVAS onde se verificou que não apresentava lesões e o processo de recuperação consistiu em alimentação e socialização com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades. Posteriormente, foi realizada o treino de voo e musculação em contacto com outras rapinas diurnas.


A devolução à Natureza foi realizada num local próximo de onde a águia-calçada tinha sido encontrada, numa zona aberta no meio da floresta da Mata do Buçaco.


O CERVAS agradece a todas as pessoas e entidades envolvidas na recolha e encaminhamento da ave, ao José Moura pela cedência de fotografias, e à Fundação Mata do Buçaco pela disponibilidade e interesse na dinamização da acção de sensibilização e divulgação.