Mensagens

Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato com o Instituto de Gouveia - Escola Profissional


No dia 14 de Novembro de 2018 foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) em Gouveia, com estudantes e professores do Instituto de Gouveia - Escola Profissional (IG).



Esta ave de rapina nocturna tinha estado em recuperação no CERVAS após ter sido atropelada e a devolução à Natureza decorreu durante um dia de actividades ao ar livre organizado pelo IG.



O CERVAS agradece ao IG pelo convite e pelo apoio ao trabalho do centro através da organização de actividades de angariação de fundos, ficando a disponibilidade e interesse em mais parcerias no futuro.


O CERVAS participou no AMBIENTE IMAGENS DISPERSAS 2018 em Ovar


No dia 11 de Novembro de 2018 o CERVAS participou no 14º Encontro de Fotografia AMBIENTE IMAGENS DISPERSAS 2018 que decorreu em Ovar.



Este excelente evento foi organizado pela Associação Juvenil Amigos do Cáster (AJAC) e contou com a participação de vários fotógrafos nacionais e estrangeiros.



O CERVAS foi convidado a apresentar uma palestra sobre o seu trabalho, tendo como base uma exposição de 20 fotografias maioritariamente constituida por trabalhos dos fotógrafos profissionais Artur Vaz Oliveira e Gonçalo Costa, que têm colaborado com o centro há vários anos.



Esta exposição "Animais Selvagens em Recuperação no CERVAS e outras Histórias" foi preparada com o apoio da AJAC e dá a conhecer as várias etapas dos processos de recuperação de fauna selvagem e as linhas de trabalho desenvolvidas em paralelo, recorrendo a algumas histórias e casos.



O CERVAS agradece à AJAC, e em especial ao Carlos Ramos, pelo convite e interesse no trabalho do centro e pelo apoio e empenho na preparação da exposição fotográfica, que será uma excelente ferramenta de divulgação e educação ambiental. O centro agradece também ao Artur Vaz Oliveira e ao Gonçalo Costa pelas excelentes fotografias e colaboração ao longo dos anos.

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda em Seia


No dia 7 de Novembro de 2018 foi devolvida à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) na Escola EB2 Guilherme Correia de Carvalho em Seia.



Esta acção decorreu após o a hastear da bandeira verde do programa Eco-escolas e decorreu durante um intervalo da manhã, na presença de crianças, professores e funcionários da escola.



No final decorreu uma aula sobre aves, com destaque para as rapinas diurnas, com uma turma do 8º ano, que está a desenvolver trabalhos na área do Eco-escolas.



O CERVAS agradece o convite e está disponível para continuar a colaborar com o Agrupamento de Escolas e Município de Seia na área da Educação Ambiental e outras relacionadas.


Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato em Figueiró da Granja, Fornos de Algodres


No dia 6 de Novembro de 2018 foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) em Figueiró da Granja, Fornos de Algodres.



Antes da libertação da coruja, que tinha sido atropelada, foi realizada uma sessão na Escola de Figueiró da Granja dedicada às Aves de Rapina Nocturnas de Portugal.



O CERVAS agradece à Escola e Junta de Freguesia de Figueiró da Granja, de forma especial ao Luis Novo, pelo interesse e entusiasmo. Fica a disponibilidade para futuras acções em parceria.




Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato na Feira dos Santos em Mangualde


No dia 3 de Novembro de 2018 o CERVAS participou na Feira dos Santos em Mangualde.



A primeira parte da acção consistiu na realização de uma oficina sobre Fauna Selvagem durante uma sessão de palestras que decorreu na área da AgroMangualde.



De seguida foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) que tinha estado em recuperação após atropelamento com os participantes no evento e com os padrinhos da ave.



O CERVAS agradece ao Município de Mangualde por mais este convite e oportunidade e aos padrinhos da coruja pelo interesse e apoio ao trabalho do centro.

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda no Respira Vida em Gouveia


No dia 28 de Outubro de 2018 decorreu em Gouveia o evento Respira Vida, apresentado pelos projectos Respira Pilates e Eu Sou Dança, com o apoio de diversos parceiros.



No final de uma manhã preenchida com Pilates, Ballet infantil, Música e Conversas, foi devolvida à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) que esteve em recuperação no CERVAS devido a ter sido atropelada.



O CERVAS agradece o convite e felicita as pessoas e entidades que organizaram o evento, mantendo a disponibilidade e interesse em futuras acções em parceria.



Devolução à Natureza de 45 andorinhões


Até ao dia 26 de Outubro de 2018 o CERVAS recebeu 80 andorinhões, sendo que destes 73 estavam vivos no momento do ingresso no centro.




A maioria dos indivíduos (58) eram andorinhões-pálidos (Apus pallidus), sendo os restantes 22 andorinhões-pretos (Apus apus). A maior parte das aves eram crias (43) que tinham caído do ninho, sendo os restantes juvenis (15) e adultos (22) que tinham sofrido diversos tipos de acidentes, principalmente colisões contra estruturas.





Foi possível devolver à Natureza 45 andorinhões (62%), 29 pálidos e 16 pretos, após serem tratados e alimentados com insectos.





(notícia actualizada a 27-10-2018)


Observação de Aves em Bouça Cova


No dia 22 de Outubro de 2018 o CERVAS colaborou com a União de Freguesias de Alverca da Beira e Bouça Cova e Município de Pinhel na dinamização de uma actividade de observação de aves na albufeira de Bouça Cova.



O principal objectivo da acção foi dar a conhecer à população local a grande diversidade de aves de Bouça Cova, um local onde já foram registadas mais de 140 espécies e que é um dos mais interessantes pontos de observação de aves da Beira Interior.




Durante todo o dia foram realizadas várias sessões de observação de aves, com vários grupos, envolvendo instituições locais, crianças e educadores e restante população, tendo também decorrido um almoço comunitário.



Como complemento à actividade foi desenvolvida uma oficina sobre as aves de Bouça Cova que serviu para apresentar algumas das espécies mais emblemáticas do local, as suas características físicas e pormenores anatómicos.



No final foi devolvida à Natureza uma água-d´asa-redonda (Buteo buteo) que tinha sido atropelada e que esteve em recuperação no CERVAS durante cerca de 3 meses.




O CERVAS agradece o convite e o interesse de todas as entidades envolvidas e está interessado em continuar a contribuir para um cada vez maior conhecimento da biodiversidade de Bouça Cova e desenvolvimento do seu potencial pedagógico, de educação ambiental e turístico.