Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2016

A Universidade Sénior visitou o CERVAS e a Casa da Torre


No dia 27 de Junho de 2016 a Universidade Senior de Gouveia (USG) visitou a Casa da Torre e o CERVAS.



Esta acção foi organizada pelo GAF no âmbito do projecto CLDS 3G - Int3Grar, dando continuidade a uma outra acção que decorreu no dia 13 de Junho, em conjunto com o SEPNA/GNR de Gouveia que consistiu numa palestra sobre o impacto dos pesticidas na biodiversidade e na saúde humana.


Depois de ficarem a conhecer as exposições da Casa da Torre e algumas das instalações do CERVAS os visitantes devolveram à Natureza um gaio (Garrulus glandarius) que estava em recuperação no centro, após ter sido apreendido pelo SEPNA/GNR a um particular que o tinha em cativeiro ilegal.



O CERVAS agradece ao GAF e à USG pelo interesse e apoio ao trabalho do centro e está disponível para futuras acções em parceria que contribuam para uma cada vez maior educação ambiental da população sénior de Gouveia.



Workshop de Iniciação à Observação de Aves em Midões, Tábua


No dia 25 de Junho de 2016 decorreu em Midões, Tábua, um workshop de iniciação à observação de aves.



Esta actividade foi organizada em parceria pela ALDEIA / CERVAS e Junta de Freguesia de Midões e contou com a participação de cerca de 15 pessoas, maioritariamente habitantes locais, portugueses e estrangeiros.



Durante a manhã foram percorridos diferentes tipos de habitats em áreas envolventes a Casal da Senhora e Midões, tendo sido possível registar 43 espécies de aves.



Depois do almoço, gentilmente oferecido pela Junta de Freguesia de Midões, e da devolução à Natureza de um pintassilgo (Carduelis carduelis) que esteve em recuperação no CERVAS, decorreram duas palestras sobre as aves da região e também sobre a observação de aves como actividade turística, científica e de educação ambiental.



O CERVAS agradece à Junta de Freguesia de Midões pela colaboração e de uma forma especial ao Paulo Loureiro e Ana Plácido pela organização e divulgação do evento. Fica a disponibilidade do centro para continuar a desenvolver actividades que contribuam para valorizar a biodiversidade de Midões.


Devolução à Natureza de 3 verdilhões no IG Free Summer Camp


No dia 24 de Junho de 2016 o CERVAS participou no IG Free Summer Camp, um evento organizado pelo Instituto de Gouveia.



Depois de uma palestra de apresentação do trabalho do CERVAS foram devolvidos à Natureza 3 verdilhões (Chloris chloris) que tinham ingressado no centro após terem sido apreendidos pelo SEPNA/GNR da Guarda a um particular que os tinha numa situação de cativeiro ilegal.



O CERVAS agradece ao Instituto de Gouveia pelo convite e continua disponível para futuras acções em parceria que continuem a contribuir para uma cada vez maior educação ambiental dos estudantes.



Campanha de Apadrinhamentos de Crias - Verão 2016


O apadrinhamento de animais selvagens em recuperação no CERVAS, é uma forma de ajudar e apoiar todo o trabalho desenvolvido pelo centro. Em plena época de ingresso de crias no CERVAS, tem agora a oportunidade de apoiar-nos através do apadrinhamento das mesmas, tornando-se desta forma um membro activo das suas vidas. 

Ajude-os a crescer, apadrinhe!


Terá assim a oportunidade de acompanhar o seu desenvolvimento e crescimento, solicitando informações e fotografias sempre que desejar. No final de todo o processo de recuperação, se possível, será convidado a devolver* o animal apadrinhado à natureza, ou receberá fotografias do acontecimento, acompanhando assim até ao último momento o crescimento do seu afilhado!
*por norma o local de devolução à natureza do animal ocorre na zona onde este foi encontrado.




Crias para apadrinhar
(valor mínimo 15 euros)
Pica-pau-malhado-grande (Dendrocopus major)
Melro (Turdus merula)
Coruja-do-mato (Strix aluco)
Coruja-das-torres (Tyto alba)
Mocho-galego (Athene noctua)
Milhafre-preto ( Milvus migrans)
Cegonha-branca (Ciconia ciconia)

Tenha em atenção que quando são encontradas crias de animais selvagens, estas só devem ser recolhidas se se considerar que o local apresenta riscos para os animais (ex: predação, atropelamento, etc...), caso contrário não se deveria intervir, uma vez que os progenitores se mantêm por perto e continuam a assegurar os cuidados parentais. Se for tomada a opção de recolher o animal este não deve ser sujeito a contacto com humanos e deve ser encaminhado imediatamente para um centro onde será feita a avaliação e a recuperação para posterior devolução à natureza. Não tente alimentar nem cuidar da cria, nem a mantenha consigo mais tempo que o necessário, pois poderá comprometer o seu desenvolvimento e a sua sobrevivência, impossibilitando a sua devolução à natureza. Coloque a cria numa caixa de cartão (com furos) e encaminhe-a o mais rapidamente possível para o centro de recuperação mais próximo!

Em que consiste o apadrinhamento?

O apadrinhamento de animais selvagens em recuperação no CERVAS consiste numa contribuição simbólica única e com a qual estará a contribuir de forma decisiva na melhoria das condições dos animais em recuperação neste centro.

Modalidade do apadrinhamento:


Apadrinhamento S = 50€
·      Certificado de apadrinhamento
·      Boletim informativo + foto da espécie apadrinhada
·      Visita para toda a família ao espaço CERVAS e à Casa da torre
·      Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada

Apadrinhamento M = 60€
·      Certificado de apadrinhamento
·      Boletim informativo + foto da espécie apadrinhada
·      Visita para toda a família ao espaço CERVAS e à Casa da torre
·      Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada
·      2 brindes merchandising CERVAS

Apadrinhamento L = 80€
·      Certificado de apadrinhamento
·      Boletim informativo + foto da espécie apadrinhada
·      Visita para toda a família ao espaço CERVAS e à Casa da torre
·      Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada
·      2 brindes merchandising CERVAS
·      Oferta de uma saída de campo para toda a família (mínimo 2 horas) para observação de aves.



Nota: os valores indicados referem-se a apadrinhamento individual/particular. Caso pretenda ceder apoios através de uma instituição / empresa, os valores mínimos serão de 250€ para qualquer espécie indicada anteriormente (podendo ser deduzidos no IRS ao abrigo da lei do mecenato ambiental).


Formas de pagamento:

CHEQUE: Em nome de Associação ALDEIA , para a morada:
Associação ALDEIA/CERVAS
Apartado 126
6290-909 G

TRANSFERÊNCIA*: NIB: 003503540003190733089 (Caixa Geral de Depósitos de Gouveia)

* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada, ou por correio electrónico para cervas.pnse@gmail.com

O CERVAS participou numa caminhada "ornitológica" em Manteigas


No dia 19 de Junho de 2016 a Junta de Freguesia de Santa Maria, Manteigas, dinamizou mais uma caminhada na Serra da Estrela.



O tema principal deste passeio, no qual participaram cerca de 70 participantes de várias regiões do país, foram as aves da Serra da Estrela.



O percurso teve início no centro de Manteigas e terminou no Covão da Ponte, tendo sido registadas 30 espécies diferentes de aves, que, sempre que possível, eram dadas a conhecer aos participantes.



Durante o caminho houve várias paragens para descanso e nesses momentos o CERVAS realizou breves explicações sobre as aves características de cada um dos habitats percorridos, as suas principais características, algumas curiosidades e a melhor forma de as identificar.



O principal objectivo foi divulgar a riqueza ornitológica da Serra da Estrela e o potencial da observação de aves como actividade de lazer, ferramenta de educação ambiental mas também como "produto" turístico da região.



Depois do almoço /convívio que decorreu no espaço florestal do Covão da Ponte, o CERVAS dinamizou uma oficina dedicada à fauna selvagem da Serra da Estrela e depois foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco).



Esta ave tinha ingressado no CERVAS quando ainda era uma pequena cria e o seu processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização, em permanente contacto com outras corujas-do-mato.



A devolução à Natureza decorreu numa zona florestal com as condições necessárias para a espécie, na presença de todos os participantes na caminhada e outros frequentadores do local.



O CERVAS agradece o convite da Junta da Freguesia de Santa Maria, o apoio prestado ao trabalho do centro e a oportunidade de divulgação da biodiversidade da Serra da Estrela e está disponível para futuras acções em parceria.

O CERVAS participou no IX Curso de Identificação, Biologia e Conservação de Aves de Rapina


Entre 17 e 19 de Junho de 2016 decorreu a IX edição do curso de identificação, biologia e conservação de aves de rapina no Parque Natural do Douro Internacional.


Esta actividade foi novamente organizada pela Associação Transumância e Natureza (ATN), com a colaboração de outras entidades, e contou com a participação de cerca de 20 pessoas, de várias regiões do país.


Tal como habitualmente o CERVAS colaborou na dinamização das saídas de campo e apresentou uma comunicação oral dedicada à identificação de aves de rapina nocturnas.


O CERVAS agradece à ATN pelo convite e pela organização do evento e está disponível para futuras acções em parceria.


Os jardins de infância do Fundão e Aldeia de Joanes visitaram o CERVAS


No dia 14 de Junho de 2016 o CERVAS recebeu mais uma visita de crianças e professoras do Agrupamento de Escolas do Fundão.


Desta vez foram os jardins de infância do Fundão e de Aldeia de Joanes, tal como já tinha acontecido outras escolas da região a 2 e 3 de Maio.


Durante cerca de uma hora os visitantes tiveram oportunidade de conhecer as instalações do CERVAS, algumas das espécies que ingressam mais frequentemente e as respectivas ameaças, tendo sido dado um destaque especial às aves de rapina nocturnas.


No final da visita foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) que tinha estado em recuperação no CERVAS durante cerca de um ano após ter sido atropelada.


O CERVAS agradece o interesse e o apoio do Agrupamento de Escolas do Fundão e está disponível para futuras acções em parceria.


Observação de Aves no Congresso de Companheiros da Casa de Santa Isabel


No dia 8 de Junho de 2016 o CERVAS colaborou com o Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) na dinamização de uma saída de observação de aves na Mata do Desterro, Seia.


Esta foi uma das muitas actividades que decorreram entre 6 e 8 de Junho no âmbito do Congresso de Companheiros 2016, promovido pela Casa de Santa Isabel


Esta iniciativa de observação de aves teve como objectivo divulgar as espécies existentes na região e promover o contacto com a Natureza.


Para além das aves, com destaque para o melro-d´água (Cinclus cinclus), foi possível detectar, identificar e apreciar outros aspectos da rica biodiversidade da Mata do Desterro.


O CERVAS agradece o convite da Casa de Santa Isabel e do CISE e continua disponível para futuras acções em parceria.