Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2015

Devolução à Natureza de uma coruja-das-torres em Melo, Gouveia.


No dia 29 de Agosto de 2015 ao final da tarde foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Melo, Gouveia.


Esta ave tinha entrado num edifício e não conseguiu sair, tendo chegado ao CERVAS debilitada, apática e com uma fraca condição corporal.


O processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outras corujas-das-torres de diferentes idades.


A devolução à Natureza teve lugar numa zona agrícola, com olival e áreas florestais, um habitat excelente para a espécie.

Devolução à Natureza de 1 mocho-d´orelhas em Trancoso


No dia 28 de Agosto de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-d´orelhas (Otus scops) em Trancoso.



Esta ave tinha sido encontrada uma semana antes, junto a um caixote do lixo, por funcionários do Município e por um particular que o encaminhou de imediato para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Pinhel.


A ave não apresentava lesões, estava apenas ligeiramente apática provavelmente devido a algum acidente traumático, e o processo de recuperação consistiu em estabilização, alimentação, treino de voo e caça em contacto com outras aves da mesma espécie.


Como o período de recuperação foi muito curto e a ave era adulta a devolução à Natureza foi realizada com a maior brevidade possível, numa zona florestal próxima do local onde tinha sido encontrada.


O CERVAS agradece a todos os participantes no evento pelo interesse, entusiasmo e apoio ao trabalho do centro e de uma forma especial ao Sr. Fernando Santos Costa pela organização da acção e também pelo apoio.


Devolução à Natureza de 4 mochos-d´orelhas em Marialva, Mêda


No dia 28 de Agosto de 2015 foram devolvido à Natureza quatro mochos-d´orelhas (Otus scops) em Marialva, Mêda, na Quinta de Agroturismo Calcaterra.



Todas as aves tinham sido encontradas quando eram muito jovens e ainda incapazes de voar. Duas delas foram entregues pelo SEPNA/GNR de Pinhel após terem sido recolhidas em Marialva e Pinhel, outra pelo SEPNA/GNR da Guarda após recolha em Maçainhas e ainda outra pelo SEPNA/GNR de Vilar Formoso após recolha em Vilar de Amargo, Figueira de Castelo Rodrigo.



Nenhum dos animais apresentava lesões e o processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outros mochos-d´orelhas de diferentes idades.



Tendo em consideração a proximidade dos locais de origem e o comportamento migratório optou-se por fazer a devolução à Natureza em grupo, no local de origem de um dos mochos que foi considerado o mais adequado e seguro para o regresso das aves à Natureza.



O CERVAS agradece a hospitalidade da Quinta Calcaterra e a disponibilidade de todas as pessoas que tinham encontrado mochos noutros locais e que se deslocaram para presenciar a devolução à Natureza.



Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Mêda


No dia 28 de Agosto de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Mêda.



Esta ave tinha sido encontrada numa estrada quando ainda era jovem e foi encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Pinhel.



No momento do ingresso no CERVAS não foram detectadas lesões e o processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outros mochos-galegos de diferentes idades.



A devolução à Natureza realizou-se numa zona agrícola, junto a uma vinha e zonas florestais, a poucos metros do local onde o mocho tinha sido encontrado.



Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em São João de Areias.


No dia 25 de Agosto de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em São João de Areias, Santa Comba Dão.



Esta ave tinha sido encontrada no chão, numa zona urbana, provavelmente após ter sido atropelada por um carro e encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Santa Comba Dão.



No momento do ingresso verificou-se que o mocho apresentava parésia posterior e o processo de recuperação consistiu em estabilização, tratamento de suporte e posteriormente fisioterapia, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.



A devolução à Natureza decorreu numa zona agrícola próxima linhas de água, num local relativamente próximo de onde o mocho tinha sido encontrado.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Vila Nova de Oliveirinha, Tábua.


No dia 25 de Agosto de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Vila Nova de Oliveirinha, Tábua.



Esta ave tinha sido encontrada quando ainda era muito jovem, presa dentro de um edifício e quando ingressou no CERVAS verificou-se que não apresentava lesões mas estava magra.



O processo de recuperação foi simples e consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outros mochos-galegos de diferentes idades.



A devolução à Natureza teve lugar numa zona agrícola próxima de onde o mocho tinha sido encontrado.


Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Paços da Serra, Gouveia.


No dia 17 de Agosto de 2015 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Paços da Serra, Gouveia.


Esta ave tinha ficado presa acidentalmente dentro de uma instalação, estava apenas ligeiramente magra e não apresentava lesões.


O processo de recuperação foi rápido e consistiu apenas em alimentação e treino de voo, caça e socialização com outras corujas-das-torres durante cerca de uma semana.


A devolução à Natureza decorreu numa zona agrícola, com áreas florestais nas proximidades, na presença de uma família que apadrinhou o regresso da coruja à Natureza.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Valongo do Vouga, Águeda.


No dia 14 de Agosto de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Valongo do Vouga, Águeda.


Esta ave tinha sido encontrada quando era juvenil, dentro de um sistema de esgoto de uma fábrica e entregue ao SEPNA/GNR de Anadia pelas pessoas que o resgataram.


Depois, a ave foi para o polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal/ICNF em Coimbra e daí seguiu para o CERVAS onde se verificou que não apresentava lesões mas também que ainda estava magro e com as penas de voo em crescimento.


O processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades.


A devolução à Natureza teve lugar  numa zona agrícola com áreas de olival e pinhal nas proximidades e foi realizada pelas pessoas que encontraram o mocho e também por uma família que o tinha apadrinhado.

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda e 2 mochos-galegos em Paredes do Bairro, Anadia.


No dia 14 de Agosto de 2015 foram devolvidos à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) e dois mochos-galegos (Athene noctua) em Paredes do Bairro, Anadia.



Todas as aves eram juvenis e foram encontradas por particulares que as entregaram ao SEPNA/GNR de Anadia que por sua vez as encaminhou para o polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal/ICNF em Coimbra, seguindo depois para o CERVAS.



A águia ainda era jovem e tinha sido encontrada no chão, magra e desidratada, por isso o processo de recuperação consistiu em alimentação, treino e socialização com outras aves de rapina diurnas.



Os mochos também eram juvenis, um deles tinha sido recolhido ainda incapaz de voar no jardim de uma habitação e o outro na berma de uma via rápida. Os processos de recuperação consistiram em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outros mochos-galegos de diferentes idades.



A devolução à Natureza das três aves decorreu numa zona agrícola, com extensa área de vinhas, próxima de áreas florestais.