terça-feira, 1 de novembro de 2011

Espécie do mês de Novembro: Gralha-preta


A gralha-preta (Corvus corone) é uma ave pertencente à ordem dos passeriformes. De cor preta com um brilho azul moderado, é muitas vezes confundida com um corvo, distinguindo-se deste pelo menor tamanho, bico mais pequeno e cauda cortada em quadrado. Juntam-se muitas vezes em bandos e possuem um chamamento semelhante a um cacarejo áspero.


A gralha-preta distribui-se praticamente por todo o país, sendo mais comum na região centro, no Ribatejo e faixa costeira que se estende de Setúbal a Sines.
Ocorre principalmente em orlas florestais ou paisagens em mosaico com alternância de zonas agrícolas e pequenas matas, estando essencialmente associadas a zonas de pinhal, frequenta no entanto outros habitats como planícies e zonas serranas. Geralmente é escassa ou ausente em zonas densamente urbanizadas.


A época de reprodução da gralha-preta estende-se de Março até Julho. Os ninhos são instalados em árvores como eucaliptos, carvalhos ou pinheiros a uma altura que varia de 5 a 10 metros do solo. As posturas podem variar entre 4 e 6 ovos que são incubados durante 18-19 dias, ficando as crias aptas a voar ao fim de 30 dias.


A gralha-preta possui uma dieta constituída sobretudo por invertebrados e grãos de cereais, incluindo também com frequência ovos e crias de outras aves, carne em decomposição, pequenos vertebrados e desperdícios gerados pelas actividades humanas.
Em Portugal a gralha-preta é residente, embora já tenha havido registos que durante o fim de Outubro e em Novembro se notava a chegada de indivíduos migradores.


Bibliografia
(1) Bruun B., Svensson H. 2002. Aves de Portugal e Europa. Guias FAPAS. ISNB:972-95951-0-0
(2) Catry, P., Costa, H., Elias, G. & Matias, R. 2010. Aves de Portugal: Ornitologia do Território Continental. Assírio & Alvim, Lisboa. ISBN: 978-972-37-1494-4.

Sem comentários: