sexta-feira, 28 de junho de 2013

Espécie do mês de Junho: Galinha-d’água

Fotografia Thijs  valkenburg

A galinha-d’água (Gallinula chloropus) é uma das aves aquáticas mais comuns e familiares. Ao longe parece ser preta mas consoante o reflexo da luz pode apresentar uma cor azul metalizado.  A traseira do corpo é branca e preta e a cauda agita-se com frequência para cima e para baixo. Apresenta o escudete vermelho e o bico vermelho e amarelo. Nos flancos possui listas brancas e as patas são verdes com “ligas” vermelhas. Os juvenis são mais pálidos com o bico acastanhado.

O habitat da galinha-d’água é composto por zonas húmidas como pequenos açudes, lagoas, ribeiras e valas de drenagem, habitando até manchas de vegetação densa nas margens dos rios com mais caudal ou de lagoas costeiras. É muito abundante em pauís com caniçais, tabuais ou juncais, evitando cursos de água de corrente rápida e zonas estuarinas com fortes marés.
A galinha-d’água está amplamente distribuída em Portugal Continental. Como nidificante encontra-se sobretudo na metade sul do território nacional, sendo rara em vastas áreas mais acidentadas do interior norte e centro devido à escassez de habitat favorável. A maior parte dos reprodutores nacionais parece ser sedentária ou realiza deslocações muito curtas, existindo também uma população invernante cuja dimensão é desconhecida.

Fotografia Thijs  valkenburg

Em Portugal a época de reprodução da galinha-d’água pode iniciar-se em Março (sendo mais frequente em Abril) e algumas posturas tardias podem ser feitas até meados de Agosto. Os ninhos são construídos, normalmente, sobre água escondidos na vegetação densa ou, por vezes, em locais abertos e conspícuos. As posturas são constituídas por 5 a 9 ovos que são incubados por 21-22 dias. As crias são nidífugas recebendo o cuidado dos progenitores durante 40-50 dias. O casal desta espécie pode, muitas vezes, criar duas ninhadas numa só Primavera, onde é frequente as crias da primeira ninhada ajudarem a alimentar os irmãos da segunda postura.

Esta espécie é omnívora, variando muito a dieta consoante a localidade e a época do ano, sendo no entanto composta essencialmente por invertebrados aquáticos e por partes de plantas palustres.

Fotografia CERVAS

A galinha-d’água é uma espécie cinegética que é bastante caçada e que tem sofrido com a introdução do lagostim-vermelho que captura e mata as crias desta espécie.

Bibliografia:

- Catry, P., Costa, H., Elias, G. & Matias, R. 2010. Aves de Portugal: Ornitologia do Território Continental. Assírio & Alvim, Lisboa. ISBN: 978-972-37-1494-4.
- Bruun B., Svensson H. 2002. Aves de Portugal e Europa. Guias FAPAS. ISNB:972-95951-0-0

Sem comentários: