quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Devolução à Natureza de 5 milhafres-pretos, 2 cegonhas-brancas e 1 coruja-do-mato na Mata Nacional do Choupal


No dia 7 de Agosto de 2012 às 15:30 foram devolvidos à Natureza 5 milhafres-pretos (Milvus migrans) na Mata Nacional do Choupal, em Coimbra.


As duas primeiras aves que foram libertadas tinham nascido este ano e foram entregues no CERVAS pela Reserva Natural do Paul da Arzila e por um particular após queda do ninho. 


Durante o curto período de permanência no CERVAS estes dois jovens milhafres-pretos desenvolveram a sua plumagem e treinaram o voo em conjunto com outros animais da mesma espécie.


Os 3 milhafres-pretos seguintes ingressaram no CERVAS no Verão de 2011 após terem sido resgatados de situações de cativeiro ilegal por parte de equipas do SEPNA/GNR.


Devido ao facto de apresentarem a plumagem muito deteriorada e comportamentos anormais para a espécie, devido às situações de cativeiro em más condições em que se encontravam foi necessário cerca de 1 ano de recuperação de penas, treino e socialização com outras aves de rapina.


No mesmo local, às 16:15 foram libertadas 2 cegonhas-brancas (Ciconia ciconia) juvenis que tinham ingressado no CERVAS entregues pelo Parque Natural da Serra da Estrela.


Uma das aves tinha sido encontrada no chão após queda do ninho e a outra tinha caído dentro de uma vacariça, tendo ficado com a plumagem suja.


Após cerca de 2 meses de permanência no CERVAS as aves foram libertadas num local que é frequentado por uma grande quantidade de cegonhas-brancas, o que poderá facilitar o processo de reintegração destes indivíduos na Natureza.


Ainda na Mata Nacional do Choupal mas já ao início da noite, às 21h, foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco).


Esta ave juvenil tinha sido encontrada numa varanda de uma habitação dentro da cidade de Coimbra, provavelmente após os seus primeiros voos depois de ter saído do ninho.


Após cerca de 3 meses de permanência no centro onde a ave esteve em contacto com outras corujas-do-mato adultas e jovens para socialização e treino de voo e caça, a libertação foi realizada numa zona florestal nas proximidades de uma linha de água.


Sem comentários: