terça-feira, 15 de maio de 2012

Espécie do mês de Maio: Raposa


A raposa (Vulpes vulpes) é um carnívoro de médio porte, com pelagem castanho-avermelhada e orelhas erectas e pontiagudas com a parte de trás preta. A cauda é comprida e espessa e com pêlos brancos na extremidade. O focinho é esguio e geralmente com o lábio superior branco. Normalmente a garganta é branca mas alguns indivíduos podem apresentar esta mancha acinzentada, podendo o mesmo acontecer com a pelagem da barriga, enquanto que as extremidades das patas são geralmente pretas.



A raposa é uma espécie bastante adaptável aos meios humanos, preferindo no entanto ocupar matagais em mosaico, florestas e campos agrícolas, sendo também abundante em zonas pantanosas, montanhas, acima da linha das árvores, dunas de areia, subúrbios e cidades.
As grandes plantações de coníferas são bons habitats quando existe vegetação arbustiva, embora as florestas maduras sejam usadas principalmente como abrigo. As tocas são escavadas por elas próprias ou aproveitam tocas de coelhos e texugos, podendo inclusive coabitar com estas duas espécies. Ests tocas podem encontrar-se nas margens dos rios, fendas das rochas, tubos de drenagem ou nos alpendres dos jardins e podem conter várias entradas.
São animais principalmente nocturnos e crepusculares podendo ser mais diurnos em locais sossegados.


A raposa é um animal oportunista, consumindo principalmente roedores, lagomorfos, aves, ovos, minhocas e insectos, podendo consumir também ouriço-cacheiros. Alimenta-se igualmente de animais mortos e desperdícios humanos em zonas rurais e urbanas, fruta e bagas.

Os acasalamentos desta espécie, ocorrem entre Dezembro e Fevereiro e a fertilização é possível durante 3 dias.O período de gestação dura 52-53 dias e os nascimentos ocorrem entre Março e Maio sendo constituídos por 4-5 crias por ninhada, existindo só uma por ano.
Ambos os progenitores cuidam das crias, cabendo ao macho trazer comida à fêmea até ao abrigo enquanto esta está impedida de sair da toca. Após o desmame, ambos os progenitores trazem comida aos juvenis. 


A raposa está classificada como Pouco Preocupante (LC) ,e por ser considerada como espécie cinegética, pode ser caçada sem restrições durante todo o período venatório. Além disso, pode ser alvo de controlo da sua abundância em zonas de regime cinegético especial.
Os principais factores de ameaça estão relacionados directamente com actividades humanas, nomeadamente com as medidas de controlo de predadores implementadas pelas Zonas de Caça dos diversos regimes cinegéticos, a própria caça, já que a raposa é considerada uma espécie cinegética, e a rede viária que leva a que se torne com frequência em vítima de atropelamentos.
O máximo registado de longevidade de uma raposa é de 9 anos em estado selvagem.

Sem comentários: