sexta-feira, 12 de agosto de 2011

09 e 10 de Agosto de 2011: Devolução à natureza de 13 animais selvagens

Dia 09 de Agosto, Terça-feira

17:00h - Devolução à natureza de um cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa)
Ponte sobre o Mondego que separa Nelas e Seia (Estrada Nacional EN231)

Este animal encontrava-se em casa de um particular, e terá sido capturado num anzol durante uma pescaria que o mesmo se encontrava a fazer. Numa das acções de educação ambiental que o CERVAS realizou, esta pessoa, que estava presente, entregou de livre e espontânea vontade o animal aos técnicos do centro, que o levaram até ao CERVAS para ser observado pelo veterinário. O animal não apresentava lesões graves, pelo que a recuperação passou por uma alimentação adequada e foi agora devolvido à natureza num local que apresenta as características necessárias aos requisitos ecológicos da espécie.


No momento de devolução à natureza deste cágado-mediterrânico estiveram presentes cerca de 12 pessoas, entre as quais o Sr. Presidente da Junta de Paranhos, particulares e a pessoa que entregou voluntariamente o cágado aos cuidados do CERVAS. A devolução foi realizada pela própria pessoa que o entregou, e que o baptizou de ‘Tarola’.

video


18:30h - Devolução à natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Parque Ecológico da Quinta da Cerca - Nelas

Esta ave foi vítima de queda do ninho e foi encontrada e recolhida no Parque Ecológico Quinta da Cerca por um particular, e encaminhada para o CERVAS pelo SEPNA-GNR de Mangualde. No momento do seu ingresso não apresentava lesões e o seu processo de recuperação passou por uma alimentação adequada, pelo contacto com animais da mesma espécie de forma a adquirir comportamentos específicos da espécie e também realizou treinos de voo e caça. Durante este processo foi essencial a diminuição ao mínimo indispensável da sua manipulação e contacto com humanos, de forma a evitar a sua domesticação.


Este mocho-galego foi devolvido à natureza num local que apresenta as características ecológicas de que esta espécie depende, e estiveram presentes 7 pessoas, entre as quais representantes da Câmara Municipal de Nelas e particulares. O animal foi baptizado de ‘Sérgio’.


19:45h - Devolução à natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Aeródromo de Pinhanços - Seia

Esta ave foi vítima de uma queda do ninho e encontrada por um particular. Posteriormente foi recolhida por um técnico do CISE - Centro de Interpretação da Serra da Estrela e encaminhada para o CERVAS pelo SEPNA-GNR de Gouveia. No momento do seu ingresso não apresentava nenhuma lesão pelo que a sua recuperação passou por uma alimentação adequada, pelo contacto com animais da mesma espécie e também realizou treinos de voo e caça.


A devolução à natureza deste animal foi junto ao aeródromo de Pinhanços, Seia, local onde se conhece a presença de um casal reprodutor desta espécie e que apresenta as condições necessárias aos requisitos ecológicos do mocho-galego. Estiveram presentes 5 pessoas, entre as quais se encontrava o Sr. Presidente da Junta de Pinhanços que baptizou o animal de ‘Jacobi’.

video


21:30h - Devolução à natureza de uma coruja-do-mato (Strix aluco)
Teixeira de Baixo - Seia

Este animal foi encontrado vítima de queda do ninho, e recolhido por um particular. Posteriormente foi encaminhado para o CERVAS por intermédio do SEPNA-GNR de Gouveia. No momento do seu ingresso a coruja apresentava boa condição corporal, estava bem hidratada e comia sozinha, o que permitiu logo à partida a diminuição ao mínimo indispensável da sua manipulação, evitando assim a sua domesticação. Posteriormente esteve em contacto com animais da mesma espécie e realizou treinos de voo e de caça.


No momento de devolução à natureza estiveram presentes cerca de 45 pessoas, entre as quais o Sr. Presidente da Junta de Teixeira e na sua maioria habitantes da localidade Teixeira de Baixo.


A equipa do CERVAS foi recebida com muita simpatia e curiosidade e a devolução à natureza decorreu num local onde, segundo os locais, existem vários indivíduos desta espécie e perto de um conhecido local de nidificação desta espécie. A coruja foi baptizada de ‘Lontra Kuvita’.



Dia 10 de Agosto, Quarta-feira

11:00h - Devolução à natureza de um gavião (Accipiter nisus)
Cemitério do Seixo, Mira - Aveiro

Este gavião foi vítima de queda do ninho. Foi encontrado e recolhido por um particular, e encaminhada para o CERVAS pelos Vigilantes da Natureza da RNPA - Reserva Natural do Paúl de Arzila. No momento do seu ingresso não apresentava nenhuma lesão, pelo que a sua recuperação passou por uma alimentação adequada e pela diminuição da sua manipulação de forma a evitar a domesticação. Numa fase posterior realizou treinos de voo e de caça.


No momento de devolução à natureza deste gavião estiveram presentes 9 pessoas, entre as quais a pessoa que encontrou o animal. O local apresentava as características necessárias para os requisitos ecológicos desta espécie, e o animal, que realizou o seu primeiro voo em liberdade de forma excepcional foi baptizado de ‘Tika’.

video


14.30h - Devolução à natureza de três milhafres-pretos (Milvus migrans)
Mata Nacional do Choupal, Coimbra

Estas três aves foram vítimas de uma queda do ninho e foram encontradas, recolhidas e encaminhada para o CERVAS pelos Vigilantes da Natureza da RNPA - Reserva Natural do Paúl de Arzila. Quando ingressaram no centro não apresentavam qualquer lesão e a sua recuperação passou por uma alimentação adequada, pelo contacto com animais da mesma espécie e realizaram treinos de voo e de caça. Durante este processo foi essencial diminuir ao mínimo indispensável o contacto com humanos, de forma a evitar a domesticação.


Estes animais foram devolvidos à natureza na Mata Nacional do Choupal, onde existe uma grande colónia de indivíduos desta espécie. No momento da sua devolução estiveram presentes cerca de 18 pessoas, entre as quais se encontravam jornalistas do Diário de Coimbra e Diário das Beiras, técnicos do ICNB, vigilantes da natureza, e particulares. Os animais foram baptizados de ‘Silvestre’, ‘Tremoço’ e ‘Pipoca’.

video


17:00h - Devolução à natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Freguesia de Ferreira-a-Nova, Figueira da Foz

Esta ave foi encontrada por um particular caída do ninho perto das bombas da GALP de Ferreira-a-Nova, tendo sido recolhida pelo SEPNA-GNR de Cantanhede. Posteriormente foi encaminhada por um vigilante da Reserva Natural do Paúl de Arzila para o CERVAS. No centro de recuperação passou por um processo de recuperação relativamente simples que consistiu numa alimentação adequada ao normal desenvolvimento físico e da plumagem. Durante todo o processo esteve em contacto com animais da mesma espécie de forma a adquirir comportamentos tipicamente selvagens e, assim, minimizar a habituação ao Homem. Por fim, numa fase final do seu desenvolvimento realizou treinos de voo e caça.


No momento de devolução à natureza deste animal estiveram presentes cerca de 45 pessoas, entre as quais a pessoa que encontrou o animal, o Sr. Presidente da Junta de Ferreira-a-Nova e outros representantes, representantes da Câmara Municipal de Figueira da Foz, jornalistas do Jornal O Figueirense e população em geral. O mocho-galego foi baptizado de ‘Ideias’.


video


18:30h - Devolução à natureza de um mocho-galego (Athene noctua)
Freguesia da Tocha, Cantanhede

Esta ave foi encontrada por um particular caída do ninho perto do antigo Jardim de Infância da Tocha, tendo sido recolhida pelo SEPNA-GNR de Cantanhede. Posteriormente foi encaminhada por um vigilante da Reserva Natural do Paúl de Arzila para o CERVAS, local onde passou por um processo de recuperação relativamente simples que passa por uma alimentação adequada ao normal desenvolvimento físico e da plumagem. Foi também colocada em contacto com animais da mesma espécie de forma a adquirir comportamentos tipicamente selvagens e, assim, minimizar a habituação ao Homem, tendo também realizado treinos de voo e caça.


A devolução deste animal ao seu habitat decorreu num local que apresenta as características necessárias para esta espécie, com campos agrícolas e bosques em redor. No momento da sua devolução à natureza estiveram presentes cerca de 12 pessoas, entre as quais representantes da Junta de Freguesia da Tocha e particulares, que baptizaram o mocho de ‘Tocha’.

video


20:00h - Devolução à natureza de uma coruja-das-torres (Tyto alba)
Freguesia de São Caetano, Cantanhede

Esta ave foi vítima de queda do ninho e foi encontrada por um particular dentro da sua habitação. Posteriormente foi recolhida pelo SEPNA-GNR de Cantanhede e encaminhada para o CERVAS pelos Vigilantes da Natureza da RNPA - Reserva Natural do Paúl de Arzila. No momento do seu ingresso não apresentava lesões e o seu processo de recuperação passou por uma alimentação adequada, pelo contacto com animais da mesma espécie de forma a adquirir comportamentos específicos da espécie. Também realizou treinos de voo e caça.


Este animal foi devolvido à natureza perto do local onde foi encontrado, e neste momento estiveram presentes cerca de 15 pessoas entre as quais a pessoa que encontrou o animal e particulares. Esta coruja-das-torres foi baptizada de ‘Potter’.


video

21:30h - Devolução à natureza de uma coruja-das-torres (Tyto alba)
Freguesia de Barcouço, Mealhada

Esta ave caiu do ninho e foi encontrada por um particular no pátio da casa do mesmo, que a entregou na sede do ICNB da RNPA - Reserva Natural do Paúl de Arzila e foi encaminhada para o CERVAS por intermédio dos Vigilantes da Natureza do RNPA. No momento do seu ingresso não apresentava lesões, pelo que a sua recuperação demonstrou-se fácil, tendo sido essencial a diminuição ao mínimo indispensável da sua manipulação, de forma a evitar a domesticação. Foi-lhe fornecida uma alimentação adequada e esteve em contacto com animais da mesma espécie. Também realizou treinos de voo e caça.


No momento de devolução à natureza desta coruja-das-torres estiveram presentes cerca de 18 pessoas, entre as quais se encontrava a senhora que encontrou o animal. O momento foi de grande interesse, admiração e entusiasmo e a ave foi baptizada de ‘Bem Aventurada’.


22:30h - Devolução à natureza de uma coruja-das-torres (Tyto alba)
Freguesia de Arcos, Anadia

Esta ave terá sido vítima de predação por um cão e foi encontrada por um particular dentro de uma garagem. Foi recolhida pelo SEPNA-GNR de Anadia e encaminhada para o CERVAS por intermédio dos Vigilantes da Natureza do RNPA - Reserva Natural do Paúl de Arzila. No momento do seu ingresso não apresentava qualquer lesão, mas apresentava-se muito apática e ligeiramente debilitada, pelo que o seu processo de recuperação passou pela administração de fluídos numa fase inicial e por uma alimentação adequada. Posteriormente esteve em contacto com animais da mesma espécie e realizou treinos de voo e de caça.


A devolução à natureza deste animal decorreu num local adequado para a presença desta espécie. Estiveram presentes a assistir a este momento a Sra. Vereadora do Ambiente da Câmara Municipal de Anadia, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Arcos, representantes do Agrupamento de Escuteiros de Anadia e particulares, num total de 15 pessoas. A ave foi baptizada de ‘221’ em honra do Agrupamento de Escuteiros de Anadia.



Sem comentários: