sábado, 21 de março de 2009

Coruja-das-torres de Vinhó é recuperada no CERVAS


Foi devolvida à natureza no passado dia 19 de Março a coruja-das-torres (Tyto alba) que se encontrava em recuperação no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS).
Esta coruja-das-torres tinha sido encontrada no dia 2 de Março numa sala de aula da Escola Primária de Vinhó pelos alunos e professores junto de outro indivíduo da mesma espécie que já se encontrava morto. Pensa-se que estas duas aves terão caído pela chaminé da escola, mas continua a desconhecer-se o que terá provocado essa mesma queda bem como a morte de uma delas.

A reintegração deste animal é de elevada importância para a manutenção da espécie na freguesia de Vinhó, onde existem registos de presença e reprodução nos últimos anos. Segundo a população local, esta espécie costumava nidificar na torre da Igreja mas, após obras nesta, terá começado a nidificar na torre da chaminé da escola primária com regularidade. Desconhece-se ao certo se se tratará do mesmo casal, no entanto, anteriormente já outras duas corujas-das-torres teriam caído pela chaminé, tendo sido encontradas na mesma sala de aula. Este facto reforça a ideia de que se trata de um local adequado à espécie, sendo ao mesmo tempo, como se pode perceber com estes acontecimentos, problemático e perigoso para estas aves a tentativa de nidificação na chaminé da escola. Assim sendo, resolveu-se tapar a chaminé uma vez que já nem sequer era usada, impedindo assim que as corujas voltem a cair dentro da escola.


Tendo em conta que a chaminé deveria estar a ser usada como local de nidificação da coruja-das-torres procedeu-se à colocação de uma caixa-ninho ao lado da chaminé para que esta ave pudesse continuar a nidificar no seu território. Esta acção foi levada a cabo no dia 19 de Março da parte da manhã e contou com a preciosa ajuda dos Bombeiros Voluntários de Gouveia.

Já ao final da tarde foi realizada uma palestra sobre a coruja-das-torres para que todos ficassem a saber um pouco mais sobre este “habitante” de Vinhó. Já com uma nova “casa”, o animal foi devolvido à natureza ao fim da tarde no seu local de origem, juntando assim pais, filhos e avós para comemorar de um modo único o Dia do Pai e contando com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Vinhó, Mário Alberto dos Santos Almeida e do vereador do Pelouro da educação da Câmara Municipal de Gouveia, Joaquim Lourenço.


Na noite anterior a esta acção, dia 18 de Março, foi realizada uma tertúlia sobre conservação e recuperação de fauna selvagem que contou com a presença de cerca de 30 habitantes de Vinhó, jovens e adultos, que participaram de modo activo e muito interessado numa pequena conversa sobre esta temática, contribuindo assim para um aumento do conhecimento da história e dos hábitos da coruja-das-torres e de outros animais que habitam em Vinhó.

Sem comentários: