Devolução à Natureza de 4 tartaranhões-caçadores em Mogadouro, no Parque Natural do Douro Internacional.


No dia 15 de Julho de 2017 foram devolvidos à Natureza quatro tartaranhões-caçadores (Circus pygargus) em Urrós, Mogadouro, no Parque Natural do Douro Internacional.



Estas aves tinham sido recolhidas por agricultores durante a ceifa após passarem acidentalmente por cima do ninho que encontrava no meio do cereal. De imediato entregaram as aves ao SEPNA/GNR e Parque Natural do Douro Internacional, que as encaminharam para o CERVAS.



O processo de recuperação consistiu em alimentação, manutenção das aves em grupo sempre com o mínimo de contacto com humanos, treino de voo e caça em instalações exteriores. É de destacar a enorme quantidade de ratos que foram necessários para alimentar as 4 aves, cerca de 600 no total, para que pudessem desenvolver-se da forma mais rápida e natural possível.



A devolução à Natureza foi organizada em parceria com a Palombar, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e Parque Natural do Douro Internacional, entidades que fazem parte do projecto LIFE Rupis, a quem o CERVAS agrade a colaboração e apoio.









Comentários

Mensagens populares deste blogue

Espécie do mês de Maio: Cobra-rateira

Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato no Zimp - Festival de Saúde Natural - em Seia

Espécie do mês de Junho: Ouriço-cacheiro

Espécie do mês de Dezembro: Fuinha

Devolução à Natureza de 1 bútio-vespeiro em Gouveia

Espécie do mês de Março: Coruja-das-torres

Espécie do mês de Março: Morcego-anão

Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Covas, Tábua.

Espécie do mês de Junho: Víbora-cornuda

Devolução à Natureza de 2 corujas-do-mato em Bobadela, Oliveira do Hospital