As crianças da Escola Básica de Arcozelo voltaram a limpar o lixo das margens do rio Mondego em Arcozelo ,Gouveia.


No dia 4 de Junho de 2015 as crianças da Escola Básica de Arcozelo, em Gouveia, voltaram a limpar o lixo acumulado nas margens do rio Mondego.


Tal como no ano anterior, e por iniciativa da própria escola que manifestou interesse ao CERVAS em repetir a actividade, foi realizada uma nova acção para recolha de diversos materiais que continuam a ser deixados por quem frequenta este magnífico local de Gouveia, junto ao rio, entre as aldeias de Arcozelo e Ribamondego.


Desde sacos ou sapatos até embalagens com iscos para a pesca ou pneus de tractores, de tudo um pouco foi encontrado pelas crianças e educadoras, com o apoio dos técnicos do CERVAS.


Esta acção serviu de pretexto para debater diversos problemas ambientais com que as crianças têm que lidar na sua aldeia e áreas envolventes. Para além do problema do lixo, que continua por resolver, foi também abordado o uso de herbicidas, que no dia anterior tinham sido aplicados em Arcozelo e que podem ter consequências negativas para a Saúde Pública e para a Biodiversidade local.


A disponibilidade e interesse tanto das crianças como das educadoras nas questões ambientais tem sido excepcional e constitui um excelente exemplo de cidadania, que futuramente continuará a ser trabalhado noutras acções.



Para celebrar mais este dia dedicado ao ambiente foi também devolvida à Natureza uma rola-brava (Streptopelia turtur), um animal que por si só também revela outro problema ambiental em Portugal e na Europa que é a caça a espécies em declínio acentuado.



Esta ave tinha estado numa situação de cativeiro ilegal e foi entregue ao CERVAS pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.


O CERVAS agradece à Escola Básica de Arcozelo e enaltece o seu interesse e motivação em trabalhar os problemas ambientais com as crianças, contribuindo assim para uma cada vez maior educação ambiental das crianças.




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Espécie do mês de Maio: Cobra-rateira

Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato no Festival Músicas do Bosque

Devolução à Natureza de 1 gaio na Mata da Cerca com o Club Camões

Espécie do mês de Junho: Víbora-cornuda

Espécie do mês de Junho: Ouriço-cacheiro

Espécie do mês de Setembro: Estorninho-preto

Espécie do mês de Setembro: Cágado-mediterrânico

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda no aniversário do Parque Natural da Serra da Estrela

Devolução à Natureza de um tartaranhão-ruivo-dos-pauis na Figueira da Foz