sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Os cágados vão à escola em Abrunhosa-a-Velha, Mangualde.


No dia 23 de Outubro de 2014 o CERVAS realizou mais uma acção de sensibilização no âmbito do projecto "Os cágados vão à escola", desta vez na escola primária de Abrunhosa-a-Velha, Mangualde.


Tal como tinha acontecido anteriormente em escolas de Gouveia, Celorico da Beira e Fornos de Algodres, o principal objectivo foi divulgar a problemática da introdução de tartarugas exóticas na Natureza e o seu impacto sobre as espécies autóctones.


Os alunos e professoras foram convidadas previamente a levar para a escola as tartarugas exóticas que tivessem em casa para que se pudesse proceder à sua identificação, detecção de problemas (principalmente nutricionais e sanitários) que os animais pudessem ter e consequentemente explicar quais deveriam ser os cuidados a ter.


Como tem sido habitual, detectaram-se situações de problemas de desenvolvimento relacionados com mau maneio (ex: carências devido a alimentação desadequada) e, mais grave ainda, a posse de espécies cuja venda em lojas não é permitida, como é o caso da tartaruga-de-orelha-amarela (Trachemys scripta scripta).


A participação e o interesse de todos os alunos que participaram nas duas sessões foi muito grande e, por isso, foi possível esclarecer dúvidas e corrigir alguns conceitos errados que ainda existiam.


De seguida, junto ao rio Mondego, procedeu-se à devolução à Natureza de dois cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa) que estavam em recuperação no CERVAS e este momento permitiu divulgar esta espécie autóctone protegida e as suas ameaças.


Estes dois animais estavam em cativeiro ilegal em casa de particulares que os entregaram voluntariamente para que pudessem passar por um período de quarentena e avaliação no CERVAS, tendo em vista a sua devolução à Natureza.


Tal como também tem sido habitual, durante esta actividade foi possível obter informação sobre vários animais desta espécie que estarão em cativeiro ilegal em casa de pessoas da região e foi transmitida a informação que poderá permitir o resgate e futura libertação desses animais, caso estejam em boas condições.


O CERVAS agradece muito o interesse de todas as professoras, funcionárias e alunos da escola de Abrunhosa-a-Velha e está disponível para futuras acções de educação ambiental.

Sem comentários: