quarta-feira, 21 de setembro de 2011

18 e 21 de Setembro: Devolução à Natureza de 1 gavião e 1 mocho-galego

18 de Setembro de 2011, Domingo
14:30, Vila Nova de Tazem, Gouveia - devolução à Natureza de um gavião

Este gavião (Accipiter nisus) foi recolhido por um particular e ingressou no CERVAS no dia 25 de Agosto com lesões oculares devido a um trauma. O processo de recuperação consistiu no tratamento dos problemas detectados seguido de treino e musculação em contacto com outras aves de rapina diurnas de pequeno porte.


A devolução à Natureza foi efectuada num local próximo de uma área florestal junto a campos agrícolas e foi presenciada por cerca de 50 pessoas.


Esta acção foi integrada no programa da 2ª edição da Vinal - Feira do Vinho e da Alambicada que decorreu em Vila Nova de Tazem, Gouveia, entre 16 e 18 de Setembro, pelo que o CERVAS agradece o convite da Câmara Municipal de Gouveia, uma das entidades organizadoras do evento.



21 de Setembro de 2011, Quarta-feira
19:30, Guarda - devolução à Natureza de um mocho-galego

Este mocho-galego (Athene noctua) ingressou no CERVAS a 30 de Julho depois de ter sofrido um atropelamento e ser recolhido por um particular que o encaminhou para o centro através do SEPNA/GNR - Guarda.


A ave não apresentava lesões mas estava magra, desidratada e muito parasitada. Após os tratamentos necessários, o mocho foi colocado em contacto com outros indivíduos da mesma espécie, para treino de caça e musculação.


A devolução à Natureza foi realizada num espaço pertencente ao Lusitânia Parque Hotel, na Guarda, numa área onde está a ser realizado um interessante projecto de hortas biológicas.


Esta acção foi integrada num evento de inauguração de uma nova área dedicada à agricultura biológica no espaço do hotel, em que foi celebrado um protocolo entre a Quinta da Maúnça - Espaço Educativo Florestal / Câmara Municipal da Guarda e o Hotel Lusitânia, entidades a quem o CERVAS agradece a oportunidade de realizar a acção de sensibilização e divulgação.


Após uma breve apresentação do trabalho do CERVAS e de alguns aspectos relacionados com a ecologia e conservação do mocho-galego, a ave foi devolvida à Natureza na presença de cerca de 60 pessoas que estavam a participar no evento.


O mocho-galego que já tinha sido carinhosamente baptizado de "Toni" pela família que o recolheu e encaminhou para o CERVAS recebeu o nome adicional de "Lusitana" por parte do grupo que presenciou a libertação.

Sem comentários: