sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Libertações: 15 e 17 de Setembro de 2009

15 de Setembro de 2009, 3ª feira

Libertação de duas Águias-calçadas (Aquila pennata)
11h30 - Reigada, Figueira de Castelo Rodrigo
Ponto de encontro: Capela de Sto António, Reigada

Uma das aves foi recolhida em Reigada por um particular, ainda cria, após ter caído do ninho. Foi entregue no CERVAS por Vigilantes da Natureza do PNDI , no final de Julho. Aqui sofreu todo o processo de recuperação que consistiu em alimentação para que crescesse e adquirisse o peso adequado, passagem pelo 1º processo de muda de penas, contacto com aves adultas da mesma espécie e treinos de voo e caça, encontrando-se então apta para ser devolvida à Natureza.
A outra ave foi apreendida em Agosto de 2008 pelo SEPNA por se encontrar em cativeiro ilegal. O processo de recuperação consistiu em alimentação para que adquirisse o peso adequado, passagem por um processo de muda de penas (muito danificadas por ter permanecido em cativeiro), contacto com aves da mesma espécie para que adquirisse os comportamentos apropriados e treinos de voo e caça.



Esta acção foi organizada com a colaboração do PNDI (Parque Natural do Douro Internacional) e da EB1 de Reigada. Contou com a presença de cerca de 40 pessoas: alunos e docente da EB1 e alunos de um curso EFA, entre outros.



17 de Setembro de 2009, 5ª feira

Libertação de uma Águia-calçada (Aquila pennata)
9h30 - Pinhanços, Seia
Ponto de encontro: Aeródromo de Pinhanços

Esta ave foi recolhida por um particular e entregue a um bombeiro em serviço no Aeródromo de Pinhanços, no dia 17 de Agosto de 2009, por se encontrar ferida e incapaz de voar. Foi entregue ao SEPNA de Gouveia e encaminhada para o CERVAS. Aqui verificou-se que apresentava lesões compatíveis com electrocussão, incluindo uma fractura na asa esquerda. Sofreu todo o processo de recuperação que consistiu em resolução desta fractura e lesões associadas, alimentação para que adquirisse o peso adequado, contacto com aves da mesma espécie e treinos de voo e caça, encontrando-se também apta para ser devolvida à Natureza.


Esta acção foi organizada com a colaboração do Aeródromo de Pinhanços e contou com a presença de cerca de 15 bombeiros. Esta águia foi baptizada de "Abrantes", o apelido do bombeiro responsável pela recepção desta ave.



Libertação de uma Águia-calçada (Aquila pennata)
10h30 - Seia
Ponto de encontro: Centro Escolar de Seia

Esta ave foi recolhida pelo SEPNA de Portalegre, em Nisa, no dia 31 de Julho de 2009, após ter caído do ninho. Foi entregue no Parque Natural da Serra de São Mamede e encaminhada para o CERVAS. Aqui sofreu todo o processo de recuperação que consistiu em alimentação para que crescesse e adquirisse o peso adequado, passagem pelo 1º processo de muda de penas, contacto com aves adultas da mesma espécie e treinos de voo e caça. Encontrava-se agora apta para ser devolvida à Natureza.


Esta acção foi organizada em colaboração com o CISE e com o Centro Escolar de Seia e contou com a presença de cerca de 400 alunos e vários docentes do ensino pré-primário e primário de Seia, representantes do CISE e do SEPNA de Gouveia e agentes da GNR da Escola Segura de Seia. Esta águia foi baptizada de "Patuda", numa alusão às suas grandes "patas" (tratava-se de uma fêmea, geralmente maiores que os machos na maioria das espécies de aves de rapina).



Libertação de duas cegonhas-brancas (Ciconia ciconia)
11h00 - Montemor-o-Velho
Ponto de encontro: Ponte da Barca, Montemor-o-Velho

Uma das cegonhas foi encontrada debilitada numa central da EDP na Figueira da Foz, em Julho, e recolhida pelo SEPNA de Montemor-o-Velho. Foi depois entregue na RNPA e encaminhada para o CERVAS. A outra cegonha foi recolhida em Nisa, também debilitada, pelo SEPNA de Portalegre e entregue no Parque Natural da Serra de São Mamede, que a encaminhou para o nosso centro. Aqui, o processo de recuperação de ambas as aves consistiu em alimentação para que adquirissem o peso adequado, contacto com outras cegonhas e treinos de voo. Encontravam-se então aptas para ser devolvidas à Natureza num local adequado para a espécie.

Esta acção foi realizada com a colaboração da Reserva Natural do Paúl da Arzila (RNPA).

Sem comentários: