terça-feira, 21 de julho de 2009

Libertações: 20 de Julho de 2009

Libertação de uma Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)
14h00, Avelãs de Caminho, Anadia
Ponto de encontro: Vinícola Castelar, Avelãs de Caminho

Esta águia foi entregue por um particular no dia 17 de Setembro de 2008 na RNPA e posteriormente encaminhada para o CERVAS. Apresentava características típicas de cativeiro ilegal (penas das asas e cauda cortadas intencionalmente e lesões nas patas). O longo processo de recuperação consistiu em alimentação para que aumentasse e mantivesse o peso, tratamento das lesões, passagem por um processo de muda de penas, contacto com aves da mesma espécie de modo a adquirir os comportamentos próprios e treinos de voo e caça.

Esta ave foi baptizada de "Tom Sawyer" numa acção que contou com a presença de cerca de 30 crianças e monitoras do ATL da Associação Social de Avelãs de Caminho (ASAC), funcionários da Vinícola Castelar e representantes da Câmara Municipal de Anadia.

Libertação de uma Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)
16h00, Moita, Anadia
Ponto de encontro: Moita Rugby - Clube da Bairrada, Moita

Esta ave juvenil foi apreendida pela equipa do SEPNA de Anadia em conjunto com outras 6 aves de rapina, na casa de um particular onde terão permanecido durante cerca de um mês. De acordo com o mesmo, as aves terão caído dos respectivos ninhos durante o abate de um pinhal. As aves foram então entregues na RNPA e encaminhadas para o CERVAS. O processo de recuperação desta ave consistiu em alimentação para que aumentasse e mantivesse o peso, contacto com aves da mesma espécie de modo a adquirir os comportamentos próprios e treinos de voo e caça.


Esta ave foi baptizada de "Carter" numa acção que contou com a presença de várias crianças e jovens do Moita Rugby - Clube da Bairrada e de representantes da Câmara Municipal de Anadia e da Vinícola Castelar.

Libertação de um Mocho-galego (Athene noctua)
19h00, Paredes do Bairro, Anadia

Esta ave foi recolhida no dia 10 de Junho por um particular e entregue no CERVAS pela equipa do SEPNA de Anadia. Tratava-se de uma cria que terá entrado numa chaminé durante os primeiros voos. Após o processo de recuperação, que consistiu em alimentação para que crescesse, desenvolvimento da plumagem, contacto com aves adultas da mesma espécie de modo a aprender os comportamentos próprios e treinos de voo e caça, este mocho encontrava-se também apto para ser devolvido à Natureza.

Esta ave foi baptizada de "São Tomé" numa acção que contou com a presença do senhor responsável pela recolha da ave, outros particulares e representantes da Vinícola Castelar.

Estas três acções, realizadas no concelho de Anadia, foram organizadas com a colaboração da Vinícola Castelar, empresa com a qual o CERVAS efectuou já a assinatura de um protocolo.

Sem comentários: