Campanha de Apadrinhamentos CERVAS '10

Apadrinhe um animal selvagem em recuperação no CERVAS! Junte-se a nós na causa da conservação da fauna selvagem. Desde 2006 que se tem registado um aumento anual no número de animais que chegaram ao CERVAS a necessitar de cuidados, e 2009 não foi excepção, tendo o número de ingressos aumentado em 30%, relativamente a 2008. Para além disso, em 2009 o CERVAS conseguiu recuperar e devolver à Natureza 164 animais selvagens, o que representa mais 11% do que em 2008 (a totalidade do relatório pode ser consultada aqui). Tal só foi possível graças a um novo modelo de gestão e ao excelente contributo de todos os padrinhos e patrocinadores, que permitiram por exemplo, a construção de novas câmaras de recuperação que permitiram acolher e recuperar mais animais. Para estas obras de ampliação se tornarem uma realidade, foi fundamental o empenho de todas as pessoas que, tal como os membros de CERVAS, acreditam verdadeiramente na causa da conservação da fauna selvagem. Para 2010 é esperado que ingressem ainda mais animais, e como tal, será necessário que se processa à construção de novos espaços para a recuperação dos animais selvagens. Para isso contamos com a sua ajuda!
Ao apadrinhar um animal terá a possibilidade de assistir à sua devolução à Natureza (se tal for possível no final do processo de recuperação) e receberá um certificado de apadrinhamento. O seu contacto será inserido na lista de divulgação do CERVAS para que possa obter informações e fotos do animal apadrinhado, se o desejar, e informações sobre as próximas actividades em que poderá participar, tornando-se, desta forma, um membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal. Espécies de animais em recuperação no CERVAS: a) Com uma contribuição mínima de 15€ Coruja-do-mato (Strix aluco); Coruja-das-torres (Tyto alba); Mocho-galego (Athene noctua); Mocho-de-orelhas (Otus scops); Milhafre-preto (Milvus migrans); Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo); Águia-calçada (Aquila pennata); Açor (Accipiter gentilis); Gavião (Accipiter nisus); Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus); Fuinha (Martes foina); Raposa (Vulpes vulpes); Cegonha-branca (Ciconia ciconia) b) Com uma contribuição mínima de 25€ Bufo-real (Bubo bubo); Britango (Neophron percnopterus); Garça-vermelha (Ardea purpurea); Nota: os valores indicados referem-se a apadrinhamento individual/particular. Caso pretenda ceder apoios através de uma instituição / empresa, os valores mínimos serão de 250€ para qualquer espécie indicada anteriormente (podendo ser deduzidos no IRS ao abrigo da lei do mecenato ambiental). Poderá descarregar a ficha de apadrinhamento aqui. Além da possibilidade de apadrinhamento de animais, apresentamos também a campanha de apadrinhamento de projectos para 2010, para empresas ou particulares que queiram contribuir para a evolução do trabalho a desenvolver a partir do CERVAS: - BARN - Conservação e estudo da distribuição e ecologia de aves de rapina nocturnas do concelho de Gouveia; - Treino de voo e Musculação de Aves Pré-Libertação; - Enriquecimento ambiental no CERVAS; - Distribuição e prevalência de hemoparasitas de aves selvagens; - Mapeamento dos ingressos do CERVAS; - A influência do abandono agrícola na avifauna da Serra da Estrela; - Educação Ambiental – oficinas e produção de material pedagógico. Contactos CERVAS E-mail:cervas.pnse@gmail.com Tel: 962714492 (CERVAS)/ 238492411 (PNSE Gouveia) Modos de pagamento: - CHEQUE: Em nome de Associação ALDEIA enviado juntamente com a ficha de inscrição para: CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens Associação ALDEIA/CERVAS
Avenida Bombeiros Voluntários, nº8, 6290-520 Gouveia.
TRANSFERÊNCIA*: NIB: 003503540003190733089 (Caixa Geral de Depósitos de Gouveia) * Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada ou por correio electrónico para cervas.pnse@gmail.com

Comentários

ⓡⓞⓣⓘⓥ disse…
Estamos a divulgar a vossa iniciativa no nosso slideshow!
Abraços
http://bloteigas.blogspot.com/

Mensagens populares deste blogue

Espécie do mês de Maio: Cobra-rateira

Espécie do mês de Junho: Melro-preto

Espécie do mês de Setembro: Cágado-mediterrânico

Espécie do mês de Março: Corvo

Espécie do mês de Março: Coruja-das-torres

Espécie do mês de Junho: Víbora-cornuda

Espécie do mês de Novembro: Gralha-preta

Espécie do mês de Setembro: Estorninho-preto

Espécie do mês de Junho: Ouriço-cacheiro

Espécie do mês de Outubro: Pega-rabuda