Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2015

Devolução à Natureza de 2 andorinhões-pálidos em Gouveia


No dia 14 de Setembro de 2015 foram devolvidos à Natureza dois andorinhões-pálidos (Apus pallidus) no Mirante do Paixotão, em Gouveia.


Ambas as aves eram juvenis que tinham ingressado no CERVAS no início de Setembro, ainda com a plumagem de voo em crescimento após queda do ninho.


Tal como é habitual nesta espécie, o processo de recuperação consistiu em alimentação à base de insectos durante o tempo necessário para as aves terem a plumagem e condição física necessárias para serem devolvidas à Natureza, numa altura em que a espécie está a migrar para África.


A devolução à Natureza decorreu no local habitual, na zona alta de Gouveia, desde onde ainda era possível observar alguns andorinhões-pálidos a sobrevoar a zona urbana.


Devolução à Natureza de 2 mochos-galegos em Tentúgal.


No dia 12 de Setembro de 2015 foram devolvidos à Natureza dois mochos-galegos (Athene noctua) em Tentúgal, Montemor-o-Velho.



Esta acção decorreu na Quinta do Mourão durante o casamento do Bruno Raposo e da Inês Campos que assim quiseram proporcionar um belo momento de divulgação da biodiversidade de Portugal a todos os convidados presentes.



Os noivos tiveram esta ideia de convidar o CERVAS para realizar esta acção porque em 29 de Junho de 2014 tinham devolvido à Natureza um outro mocho-galego que tinham encontrado, gostaram da experiência e desde então têm vindo a acompanhar de perto a actividade do centro.



Os dois mochos-galegos tinham sido encontrados feridos, um deles após atropelamento e outro após predação por um gato. Os processos de recuperação consistiram em tratamento das lesões, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades.



A devolução à Natureza decorreu após uma breve sessão de apresentação do trabalho do CERVAS, da espécie e respectivas características e ameaças, na presença de todos os convidados do casamento.


O CERVAS agradece muito o interesse e o apoio do Bruno e da Inês e deseja-lhes as maiores felicidades!


Devolução à Natureza de 3 gaviões em Gouveia


Nos dias 4, 11 e 12 de Setembro de 2015 foram devolvidos à Natureza três gaviões (Accipiter nisus) em Gouveia.




Estas aves tinha sido encontradas no chão com a plumagem bastante deteriorada e com um comportamento que indiciava que poderiam ter estado numa situação de cativeiro ilegal e foram entregues ao CERVAS pelo SEPNA/GNR de Santa Comba Dão.




O processo de recuperação consistiu em reparação da plumagem, alimentação, socialização, treino de voo e caça e a devolução à Natureza decorreu numa zona florestal onde a espécie ocorre.




Uma gaivota-d´asa-escura libertada em 2012 foi fotografada no Mar do Norte, na Alemanha.


O CERVAS recebeu a informação de que uma gaivota-d´asa-escura (Larus fuscus) que tinha devolvido à Natureza em Aveiro a 30 de Janeiro de 2012 foi observada e fotografada no Mar do Norte, na Alemanha, no dia 6 de Agosto de 2015.

Autor da foto: Henning Volmer (06-08-2015)

Esta ave tinha ingressado no CERVAS no dia 8 de Novembro de 2011 com uma fractura numa das patas e no momento da libertação foi marcada com uma anilha (em PVC) preta F122.

Autor da foto: Henning Volmer (06-08-2015)

Essa marcação foi realizada no âmbito do projecto de seguimento de gaivotas coordenado em Portugal pelo Thijs Valkenburg e já permitiu várias recapturas visuais desta e de outras gaivotas.

Autor da foto: Olaf Ekelof (24-04-2013)

Esta ave já tinha sido observada na Alemanha, em Helgoland, por Olaf Ekelof (a 24-04-2013 e 07-05-2014) e por Jonas Kortlarz (15-06-2013) e também em Portugal (em Coimbra a 18-11-2012) por Fernando Sabino.

Autor da foto: Fernando Sabino (18-11-2012)

O CERVAS agradece a todos os observadores que têm enviado registos desta e de outras aves marcadas pois fornecem informação muito relevante para o trabalho do centro.

Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em São Martinho de Orgens, Viseu.


No dia 8 de Setembro de 2015 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em São Martinho de Orgens, Viseu.



Esta ave tinha sido encontrada numa estrada, sem capacidade de utilizar os membros posteriores e a arrastar-se no asfalto, provavelmente após ter sido atropelada por um carro.



As pessoas que recolheram o mocho encaminharam-no para o SEPNA/GNR de Viseu que, de imediato, o encaminhou para o CERVAS.



No momento do ingresso no centro verificou-se que a ave não tinha fracturas mas apresentava parésia dos membros posteriores e por isso foi administrada a medicação necessária e o animal foi alimentado de forma forçada durante alguns dias. 



Lentamente, o mocho foi recuperando as capacidades motoras e seguiu-se um período de fisioterapia, treino de voo, caça e socialização com outros mochos-galegos de diferentes idades.


Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Bodiosa, Viseu


No dia 8 de Setembro de 2015 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Bodiosa, concelho de Viseu.



Esta ave tinha sido encontrada junto a uma estrada provalmente após ter sido atropelada ou colidido contra alguma estrutura e foi encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Viseu.


No momento do ingresso no centro verificou-se que a coruja apresentava uma fractura numa das asas e por isso o processo de recuperação consistiu em imobilização do membro afectado, seguida de fisioterapia, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.


A devolução à Natureza decorreu numa zona agrícola junto a áreas florestais, num local muito próximo de onde a coruja tinha sido encontrada.


Devolução à Natureza de 1 coruja-das-torres em Nespereira Alta, São Pedro do Sul.


No dia 8 de Setembro de 2015 foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) em Nespereira Alta, Vila Maior, concelho de São Pedro do Sul.



Esta ave tinha sido encontrada no chão, quando ainda era uma pequena cria, num local muito próximo do ninho, onde também eram abundantes os indícios de presença da espécie, nomeadamente regurgitações com pêlos e ossos de roedores, que constituem a base da sua dieta.



A ave foi recolhida e encaminhada de imediato para o CERVAS pelas pessoas que a encontraram, e de seguida o processo de recuperação consistiu em desenvolvimento da plumagem, treino de voo, caça e socialização com outras aves da mesma espécie.



A devolução à Natureza decorreu numa zona agrícola próxima de áreas florestais, a poucos metros de onde a ave tinha sido encontrada.


Devolução à Natureza de 3 corujas-das-torres em Sul, São Pedro do Sul.


No dia 8 de Setembro de 2015 foram devolvidas à Natureza 3 corujas-das-torres (Tyto alba) em Sul, concelho de São Pedro do Sul.



Estas aves tinham sido retiradas do ninho quando ainda eram pequenas crias por estarem em risco devido a uma intervenção no edifício por parte dos seus proprietários.




Os animais foram retirados com a colaboração do SEPNA/GNR de Viseu, que, de imediato, os entregou no CERVAS para avaliação e recuperação.



Nenhuma das corujas apresentava lesões e o por isso as etapas necessárias foram de desenvolvimento da plumagem, treino de voo, caça e socialização com outras corujas-das-torres de diferentes idades, durante várias semanas.


A devolução à Natureza das corujas teve lugar numa zona agrícola próxima de áreas florestais na periferia da aldeia, a poucos metros do local de onde tinham sido retiradas.