Mensagens

Prendas de Natal é no CERVAShop!

Porque o natal é uma época de partilha e basta uma lembrancinha para marcar o dia, no CERVAS shop poderá encontrar a lembrança que precisa para cada membro da família!

Ao adquirir um dos produtos da loja CERVAS, estará a contribuir para a continuação do trabalho deste centro de recuperação de animais selvagens.

A maior parte dos produtos disponíveis no CERVAS shop são feitos à mão, com muito amor e carinho, pelos técnicos e colaboradores do centro, sendo essa a mensagem que queremos transmitir neste Natal!
Ofereça uma lembrança com um GRANDE significado e seja um membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal!

Campanha de Apadrinhamento de Natal 2021!

Todos os anos o CERVAS (Gouveia) e o RIAS (Olhão) fazem uma campanha de Natal conjunta, que pretende ser um meio de angariação de fundos para a manutenção e gestão dos dois centros de recuperação de fauna selvagem, geridos pela Associação ALDEIA.



Ao oferecer um apadrinhamento estará a contribuir simbolicamente para o trabalho dos dois centros e quem o receber terá um presente original e solidário que proporciona a possibilidade de assistir à devolução à Natureza do animal apadrinhado (se tal for possível no final do processo de recuperação).


Torne-se num membro ativo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal, ajude-nos! E ofereça neste Natal um presente original!


Existem 2 modalidades de apadrinhamento:

> Simples (valor mínimo 35€):
Certificado de apadrinhamento em formato digital;
Boletim informativo sobre a espécie apadrinhada;
Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada.


> Super Padrinho (valor mínimo 50€):
Certificado de apadrinhamento impresso;
Boletim informativo sobre a espécie apadrinhada;
Convite para uma visita guiada (máx. 2 pessoas) às instalações do centro, no Dia Aberto do RIAS/CERVAS;
2 brindes merchandising do RIAS
Possibilidade de devolução à natureza de um animal da espécie apadrinhada.


Colabore com o CERVAS e com o RIAS participando nesta campanha ou contribuindo para a sua divulgação, encaminhando esta informação!

Apadrinhe AQUI! / Sponsor HERE!



Modo de pagamento:

TRANSFERÊNCIA*: IBAN: PT50 0035 0555 00048770830 28 (Caixa Geral de Depósitos de Olhão, em nome de Acção, Liberdade, Desenvolvimento, Educação, Investigação, Ambiente)

* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada, ou por correio eletrónico para rias.aldeia@gmail.com.

Actividades sobre cogumelos silvestres em Gouveia

Nos dias 31 de Outubro e 1 de Novembro de 2021 decorreram em Gouveia duas saídas de campo para identificação de cogumelos silvestres e na semana seguinte foi dinamizada uma exposição aberta à população.





As saídas de campo decorreram na floresta do Curral do Negro, e contaram com cerca de 50 participantes oriundos de várias zonas do país, de várias nacionalidades. 




A exposição, inicialmente prevista apenas para o período entre 2 e 5 de Novembro mas que será prolongada por mais uma semana, esteve aberta à população local e foi visitada por jardins de infância de Gouveia.





Esta exposição, disponível na Casa da Torre, tem como principais objectivos divulgar a importãncia dos cogumelos nos ecossistemas florestais, as suas interacções com outros seres vivos e as boas práticas de identificação e colheita de cogumelos silvestres que deveriam ser seguidas pela população, tendo em vista a conservação da biodiversidade micológica e a restante à qual esta está associada.

Devolução à Natureza de 10 milhafres-pretos

Entre Abril e Setembro de 2021 foram devolvidos à Natureza 10 milhafres-pretos (Milvus migrans).





Estas aves eram maioritariamente juvenis que tinham saído precocemente dos seus ninhos ou caído dos mesmos após corte de árvores, mas também houve casos que envolveram indivíduos adultos que foram vítimas de atropelamento.





No caso dos animais que sofreram acidentes traumáticos foi necessário um período de recuperação clínica, e nos outros foi apenas necessário disponibilizar alimentação adequada durante o período de desenvolvimento da plumagem. 






Nas fases finais de recuperação, os milhafres estiveram num túnel de voo para treino, musculação e socialização com outras aves da mesma espécie.






As devoluções à Natureza decorreram em Águeda e Mealhada, em actividades organizadas pela Living Place, em Oliveira do Hospital e Figueira da Foz em acções de educação ambiental em escolas locais e as restantes em Gouveia, durante eventos e/ou visitas ao CERVAS.





Devolução à Natureza de 6 mochos-d´orelhas

 

Em Agosto e Setembro de 2021 foram devolvidos à Natureza 6 mochos-d´orelhas (Otus scops).




Todos os indivíduos eram juvenis que tinham ingressados quando ainda eram crias após saída precoce dos ninhos, tendo sido quase todos encontrados no chão, com a excepção de um que estava dentro de um recipiente com água.



A recuperação consistiu em alimentação adequada, treino de voo e socialização com outras aves da mesma espécie.



As devoluções à Natureza decorreram em zonas florestais onde esta ave de rapina nocturna migratória ocorre regularmente.



Devolução à Natureza de 3 águias-calçadas

 

Entre Junho e Setembro de 2021 foram devolvidas à Natureza 3 águias-calçadas (Aquila pennata).




Uma destas aves era adulta e tinha ingressado no CERVAS depois de um acidente de colisão com uma linha eléctrica. As outras duas eram juvenis que ingressaram debilitadas, após saída precoce dos seus ninhos.



O processo de recuperação da ave adulta consistiu em imobilização da asa que apresentava uma fractura resultante da colisão e no caso das aves juvenis, apenas alimentação adequada e socialização. No final dos processos, houve um período de treino de voo e musculação.



Os locais das devoluções à Natureza foram Gouveia, após visitas guiadas às instalações do CERVAS, e em Viseu, numa acção de sensibilização promovida pelo SEPNA/GNR de Viseu.