terça-feira, 18 de maio de 2010

O CERVAS na Festa das Aves



O CERVAS esteve presente na Festa das Aves organizada pela AEPGA (Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino) que se realizou no passado fim de semana (14 a 17 de Maio de 2010) na aldeia de Vila Chã da Braciosa, situada em Miranda do Douro, tendo conduzido as oficinas “Ovos, Bicos e Penas” e “O que fazer quando encontrar uma animal ferido ou envenenado”. As oficinas tinham como público-alvo crianças e jovens das escolas dos concelhos de Miranda do Douro, Vimioso e Mogadouro, cujo objectivo passava pelo reforço e conclusão das acções de sensibilização ambiental levadas a cabo pelo projecto “Plano de Emergência para a Recuperação de 3 Espécies de Aves Rupícolas no Parque Natural do Douro Internacional” (PEAR) nas escolas dos mesmos concelhos, com o intuito de, num ambiente mais descontraído e de festa, apelar para a problemática da conservação e preservação das aves e dos seus habitats. Simultaneamente, pretende também destacar o papel vital que as aves desempenham no equilíbrio dos ecossistemas, realçando a sua importância para o ser humano.


A Festa das Aves foi delineada com o intuito de promover a valorização da natureza através das aves. O objectivo primordial era sensibilizar para a preservação das aves através de uma diversidade de actividades que incluiam caminhadas na natureza para observação e identificação de aves, identificação de ameaças e análise dos problemas de conservação e respectivas soluções, interpretação ecológica, palestras, tertúlias, mostra de filme documentários, eventos artísticos (música, teatro, contos e poesia), actividades para crianças (pintura-facial, jogos lúdico-pedagógicos, manualidades como oficinas de construção de pinhas alimentares, comedouros e bebedouros para aves, construção de ninhos artificiais, etc…), exposições (desenho científico, fotografia), feira e mostra dedicada ao estudo das aves, entre outras. Entre as inúmeras actividades propostas pretendia-se que, cada vez mais pessoas, aprendam a apreciar as aves que convivem connosco no dia-a-dia.

Sem comentários: