O CERVAS participou no 2º Passeio Micológico da ADRC Fornotelheiro


No dia 27 de Novembro de 2016 o CERVAS participou no 2º Passeio Micológico da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Fornotelheiro (ADRCF), Celorico da Beira.



Tal como na edição anterior, o CERVAS deu o seu contributo para esta actividade através da dinamização de uma saída de campo para recolha e identificação de cogumelos silvestres com o objectivo de divulgar a rica biodiversidade micológica da região.



Outro objectivo foi o de alertar para os riscos relacionados com a recolha de cogumelos para consumo, desde a ingestão acidental de espécies tóxicas até ao problema da apanha excessiva e com métodos desadequados, com consequências negativas para a biodiversidade.



No final da saída foi elaborada uma exposição micológica com as cerca de 40 espécies recolhidas possíveis de identificar de imediato, para que os participantes pudessem consolidar os conhecimentos adquiridos durante a actividade de campo.




O almoço incluiu cogumelos recolhidos durante a manhã, principalmente Lactarius deliciosus, uma das espécies mais consumidas na região, conhecida popularmente como "sancha".



De seguida, foi realizado um debate com todos os participantes, para esclarecimento de dúvidas e para reforçar algumas mensagens também discutidas durante a manhã, nomeadamente sobre a importância de utilização de material adequado para a recolha, como os cestos e os canivetes, em vez dos sacos e baldes de plástico, ancinhos e outras ferramentas que são lesivas para a diversidade de fungos nos espaços florestais.



Para encerramento da actividade, depois de um belo magusto, foi devolvida à Natureza uma coruja-das-torres (Tyto alba) que tinha estado em recuperação no CERVAS.





O CERVAS agradece à ADRCF por mais este convite e pelo apoio ao trabalho do centro e está disponível para futuras acções em parceria.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Espécie do mês de Maio: Cobra-rateira

II passeio de observação de aves e devolução à Natureza de 1 milhafre-preto em Marmeleira, Mortágua.

Devolução à Natureza de 1 coruja-do-mato no Festival Músicas do Bosque

Espécie do mês de Junho: Víbora-cornuda

Espécie do mês de Junho: Ouriço-cacheiro

Devolução à Natureza de um tartaranhão-ruivo-dos-pauis na Figueira da Foz

Espécie do mês de Setembro: Cágado-mediterrânico

Espécie do mês de Setembro: Estorninho-preto

O CERVAS participou no Dia Eco-Escolas em Gouveia