quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Libertações: 04 e 05 de Outubro 2010

04 de Outubro, Segunda-feira
11:00h - Arribas com vista para o Côa entre Figueira de Castelo Rodrigo e Cidadelhe (Reserva da Faia Brava)
Libertação de dois grifos (Gyps fulvus)

Foto: Grifo (Gyps fulvus)

Estes dois grifos são aves juvenis que ingressaram no CERVAS este ano e encontravam-se num estado de grande debilidade. Foram encontradas por particulares e posteriormente recolhidas e encaminhadas para o centro por intermédio do SEPNA/GNR. O seu processo de recuperação consistiu numa alimentação adequada de forma a atingirem o seu peso normal, em treinos de voo para recuperarem a boa condição física e no contacto com animais da mesma espécie.

Foto: Preparação das caixas de transporte para a devolução à natureza dos grifos.

A sua devolução à natureza realizou-se no limite sul da Reserva da Faia Brava, num local que reúne as condições ecológicas necessárias para esta espécie e que se encontra perto de uma escarpa onde se confirma a nidificação desta espécie. Dado que esta é uma espécie gregária estes animais irão beneficiar da presença de outros, daí a escolha deste local.

Foto: Devolução à natureza dos grifos.

Esta actividade foi organizada numa parceria entre a Associação ALDEIA - CERVAS e a Associação Transumância e Natureza - ATN. No momento da devolução destes animais à natureza estiveram presentes 21 pessoas, entre as quais alunos da escola secundária, técnicos da ATN, técnicos do CERVAS, particulares e um fotógrafo que nos acompanhou durante este dia. Os animais foram baptizados pelos alunos que os chamaram de 'Fausto' e 'Ginjas'.




14.30h - Quinta da ASTA, Freguesia de Cabreira - Almeida

Libertação de uma águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)

Foto: Momento que precede a devolução da águia-da-asa-redonda à natureza
Autor: Fernando Jorge Gonçalves

Esta ave foi encontrada no chão por técnicos e utentes da Associação Sócio-Terapêutica de Almeida - ASTA ainda juvenil e provavelmente terá caído do ninho. Foi entregue à equipa do SEPNA/GNR da Guarda que a encaminhou para o CERVAS. Esta ave encontrava-se muito débil e com falta de algumas penas de voo. A recuperação deste animal passou por uma alimentação adequada de forma a atingir o seu peso normal, na muda das penas de voo e treinos numa jaula de grandes dimensões para recuperar a musculatura. Durante este processo esteve em contacto com animais da mesma espécie onde pôde aprender alguns comportamentos típicos e também realizou treinos de caça para garantir o sucesso da sua devolução à natureza.


Foto: Pequena abordagem ao trabalho desenvolvido no CERVAS

A ave foi devolvida à natureza nas instalações da ASTA e no momento da libertação estiveram presentes cerca de 30 pessoas na sua maioria utentes e funcionários da Associação, os técnicos do CERVAS e um fotógrafo. A ave foi baptizada de 'Asta'.





16.30h - Cemitério da Freguesia de Aldeia da Ribeira, Sabugal

Libertação de uma águia-de-asa-redonda (
Buteo buteo)

Esta ave chegou ao CERVAS junto com um irmão ainda cria. Estas aves terão caído do ninho e foram encontradas por um particular que as entregou ao SEPNA/GNR da Guarda que as encaminhou para o centro. Esta ave em particular, além de ser muito jovem, tinha duas fracturas, uma na asa e outra na pata. A sua recuperação envolveu o tratamento dos traumas, uma alimentação adequada e cuidada, no sentido de evitar a sua domesticação (minimização do contacto com os humanos). Após a recuperação dos traumas foi colocada com animais da mesma espécie no sentido de aprender os comportamentos, técnicas e vocalizações típicas destes animais. Para finalizar o processo, realizou treinos de voo e de caça de forma a que a sua devolução ao seu meio natural fosse o mais bem sucedida possível.

No momento da devolução à natureza estiveram presentes 5 pessoas entre as quais vigilantes da natureza do PN da Serra da Malcata, um fotógrafo e técnicos do CERVAS. A ave foi baptizada de 'Chico'.



18.30h - Castelos de Pinhel, Pinhel

Libertação de uma coruja-do-mato (
Strix aluco)

Foto: Coruja-do-mato (Strix aluco)
Autor: Fernando Jorge Gonçalves

Esta ave foi encontrada por um particular e entregue à equipa do SEPNA/GNR de Pinhel que a encaminhou para o CERVAS. Tratava-se de uma ave bastante jovem que tinha caído do ninho e no centro a sua recuperação passou por uma alimentação adequada, treinos de voo e caça, e pelo contacto com animais da mesma espécie de forma a adquirir os comportamentos típicos destes animais. Durante este processo é fulcral evitar a sua domesticação, pelo que é essencial minimizar o seu contacto com os humanos.

Foto: Abordagem ao trabalho desenvolvido no CERVAS.

No momento de libertação da coruja estiveram presentes cerca de 15 pessoas, entre as quais o Sr. Presidente da Junta de Pinhel e representantes do Gabinete de Espaços Verdes e Ambiente do Município de Pinhel a quem agradecemos desde já a ajuda na divulgação da actividade. Também se encontravam presentes alguns caçadores, particulares e um fotógrafo. A ave foi baptizada de 'Coruja do Côa'.




05 de Outubro, Terça-feira
17.30h - CERVAS, Gouveia

Libertação de águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)

Foto: Momento de devolução à natureza de uma águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)

Esta ave foi devolvida à natureza com alunos da área de turismo do 12ºano da Escola Secundária de Oliveira do Hospital. Esta actividade esteve enquadrada com uma saída de campo realizada com estes alunos no âmbito do Centro de Educação Ambiental de Folgosinho, seguida de uma visita ao Parque Ecológico de Gouveia e de uma visita ao CERVAS. As actividades realizadas neste dia tiveram o objectivo de mostrar alguns dos ecossistemas da Serra da Estrela e a biodiversidade associada a eles e de que forma o turismo pode contribuir para a conservação do património natural.


Foto: Saída de Campo em Folgosinho.

Foto: Saída de campo em Folgosinho.

Foto: Visita às instalações do CERVAS.

Esta ave ingressou no CERVAS bastante debilitada e apresentava uma fractura antiga, resultado de um trauma, e tinha uma infecção no papo. O seu processo de recuperação envolveu o tratamento da infecção e a estabilização da fractura, e numa fase posterior, treinos de voo e caça, bem como o contacto com animais da mesma espécie.


Foto: Explicação ao grupo sobre o processo de recuperação da àguia-de-asa-redonda

Durante o dia as actividades contaram com a presença de 33 alunos e professores, acompanhados por 2 técnicos do CERVAS e um técnico da Câmara Municipal de Gouveia. Estas actividades foram desenvolvidas em parceria com a DLCG - Empresa Municipal de Gouveia. No momento da libertação estiveram presentes cerca de 40 pessoas e a ave foi baptizada de 'Centenário'.

2 comentários:

Bruno Pais disse...

Fui um dos alunos do CEF 6 que participei nesta visita de estudo.
Achei esta visita espectacular, o ponto de maior valor para mim foi quando libertamos a águia de asas redondas, pois fui eu mesmo que a libertei.

Espero que continuem a fazer mais destas actividades para sensibilizar as pessoas acerca da vida selvagem da Serra da Estrela e não só.

Cumprimentos e agradecimentos a todos os guias e elementos que nos guiaram na visita

Bruno Pais

CERVAS disse...

Ficamos muito contentes por ter correspondido às expectativas.

Sabes onde nos encontrar, se estiveres interessado em receber informação sobre as actividades que desenvolvemos podes enviar-nos um mail para cervas.pnse@gmail.com.

JPer