sábado, 30 de janeiro de 2010

Colocação de caixas-ninho para aves de rapina nocturnas em Gouveia

Figura 1 - Colocação de uma caixa ninho para Mocho-d'orelhas no Parque da Sra. dos Verdes, Cativelos.

No âmbito do Projecto BARN foi levado a cabo um censo de aves de rapina nocturnas no concelho de Gouveia, em habitats agrossilvopastoris, tendo sido o Mocho-galego (Athene noctua) a espécie mais detectada, seguido do Mocho-d’orelhas (Otus scops) e Coruja-do-mato (Strix aluco).

Figura 2 - Acção de sensibilização sobre a temática das caixas-ninho para aves de rapina nocturnas.

A Coruja-das-torres (Tyto alba) foi a espécie menos detectada, podendo isto estar relacionado com o progressivo abandono da agricultura tradicional, uma vez que esta espécie depende bastante deste tipo de habitat.

Figura 3 - Caixa-ninho para Coruja-das-torres no Convento de S. Fransco, S. Julião.

Para a detecção destas espécies contamos também com a colaboração das Juntas de Freguesia do concelho e de alguns habitantes, sem a contribuição dos quais este trabalho não seria possível.


Figura 4 - Colocação de uma caixa-ninho para mocho-d'orelhas no Parque da Sra. dos Verdes, Cativelos.

Outro dos objectivos do projecto BARN é potenciar a reprodução e fixação destas espécies. Para isso foram construídas caixas-ninho tendo sido estas colocadas em diversos pontos do concelho de Gouveia durante o mês de Janeiro de 2010.

Figura 5 - Colocação de uma caixa-ninho para mocho-d'orelhas no Parque da Sra. dos Verdes, Cativelos.

A
construção e colocação destas caixas-ninho contou com o apoio de diversas pessoas e entidades, quer na aquisição de material, quer através da permissão da colocação de caixas-ninho nas suas propriedades, quer pelo apoio à colocação, sendo de destacar o importante contributo do Sr. Fernando Figueiredo, sem o qual estas acções não seriam possíveis.


Figura 6 - Colocação de uma caixa-ninho para Mocho-d'orelhas na Quinta da Espinhosa, Vila Nova de Tázem, que contou com a colaboração dos Bombeiros Voluntários desta localidade.

A colocação destas caixas-ninho, juntamente com outras que foram já colocadas em 2009, irão permitir não só potenciar a reprodução destas espécies como também a realização de mais estudos com as mesmas.

Figura 7 - Caixa-ninho para Mocho-galego na Quinta da Caramuja, Vinhó/S. Julião.

Figura 8 - Caixa-ninho para Mocho-galego na Quinta das Casas Velhas, Melo.

Figura 9 - Caixa-ninho para Mocho-galego na Quinta dos Impedidos, Vinhó.

2 comentários:

bonequinhoda bic disse...

Obrigado pela divulgação da iniciativa.
Adoro aves de rapina e adorava que por todo o pais existisse um pouco mais de consciência relativamente à
conservação das mesmas.

shiver disse...

excelente trabalho, muitos parabéns