Apoie o trabalho do CERVAS! Faça um donativo para o NIB: 003503540003190733089 (Caixa Geral de Depósitos de Gouveia), ou apadrinhe um animal em recuperação.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Fim de Semana Europeu de Observação de Aves 2014 - Saídas de campo na Serra da Estrela


Nos dias 4 e 5 de Outubro de 2014 decorreram saídas de campo para observação de aves da Serra da Estrela.


Estas iniciativas fizeram parte do conjunto de actividades que foram organizadas a nível nacional por diversas entidades, no âmbito do Fim de Semana Europeu de Observação de Aves coordenado em Portugal pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA).


Na Serra da Estrela, e à semelhança de anos anteriores, as saídas de campo foram organizadas em parceria pelo Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), CERVAS e pelo Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE) / Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).


No dia 4 a actividade teve início em Seia, tendo sido percorridos vários pontos de observação em zonas agrícolas e florestais entre a baixa do rio Seia e o aeródromo de Pinhanços.



De seguida, já em Gouveia, no início da subida para zonas de maior altitude, os participantes tiveram oportunidade de presenciar a devolução à Natureza de uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) recuperada no CERVAS.


Os pontos de observação seguintes, já bem dentro do PNSE foram o Vale do Rossim, o Alto da Pedrice, o Cântaro Magro e a Torre.


Neste primeiro dia foram registadas cerca de 45 espécies sendo de destacar o tartaranhão-azulado (Circus cyaneus) e a gralha-de-bico-vermelho (Pyrrhocorax pyrrhocorax).


No segundo dia a saída teve início em Gouveia e os vários pontos de observação visitados durante a manhã foram o areeiro de Rio Torto, os campos agrícolas de Arcozelo e o rio Mondego.


Durante a tarde foram realizados pequenos percursos a pé ao longo da ribeira de S. Paio, em Ribamondego, em Vila Ruiva, já no concelho de Fornos de Algodres e por fim em Vila Cortês, já de regresso ao concelho de Gouveia.


Durante este dia ainda foi possível acrescentar algumas espécies novas, que permitiram chegar a um total de 66 durante os dois dias da actividade, na qual participaram 25 pessoas, parte delas em ambos os dias.


No final os participantes tiveram oportunidade ainda de visitar a exposição sobre o trabalho do CERVAS e sobre os animais selvagens da região, que está em exibição na Casa da Torre, em Gouveia.


O CERVAS agradece a colaboração do CISE e do PNSE/ICNF e está diponível para a trabalhar em conjunto em próximas inciativas.

Sem comentários: